quarta-feira, 13 de maio de 2015

Desejos sensíveis em caminhos de ternura

........................

Desejos sensíveis em caminhos de ternura
Reflexões de doçura, êxtase ao anoitecer
Olhar nos silêncios das águas e areia pura
Mãos unidas em afagos na maré a nascer

Carinhos salgados em desejos de apetência
Beijo carinhoso pelas águas nuas, molhado
Separação das luzes frias da nossa carência
Corações enlaçados num beijo apaixonado

Na fé do nosso amor cristalino e exigente
Soltam-se amarras de limpidez e verdade
Na viagem que juntos fizemos acontecer

Quando o escuro do anoitecer lacera a mente
Encontramos o caminho da nossa felicidade
No pôr-do-sol que ante nós se deixou morrer
.......................

18 comentários:

  1. Mesmo no coração da atual crise social não podemos esquecer da ternura que subjaz a todos os empreendimentos que envolvem valores e afetam o coração humano.
    Ameiiiii

    ResponderEliminar
  2. Como de ti não espero outra coisa, este poema está: EXCELENTE!!
    Continuas a ser o meu Poeta preferido!

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Já não o comentava à muito tempo, quando vou para o fazer aparecem-me muitas cenas de hambúrguer e outras coisas para confirmar, é sempre um aborrecimento, mas hoje decidi arriscar.
    Adorei o seu poema, que a fé desse amor amor cristalino nunca se acabe
    Tão lindo!

    ResponderEliminar
  4. Brilhante o seu Poema! Parabéns pela imagem, é Divina.

    Visite-http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Lindo, romântico e positivo.
    Parabéns, porque parece que a inspiração é coisa que não escasseia por essas bandas.
    Gostei muito da última estrofe, sobretudo do último verso. Muito bom.
    xx

    ResponderEliminar
  6. Imponente!!!!! Tanta beleza poética deixa-nos extasiados!!!!! Tanta ternura e amor faz-nos voar até reino dos sonhos!!!! Adorei Ricardo...sempre poemas perfeitos, tanto na construção como na rima e emoção. Um abraço para ti e aproveito para dizer que no teu blog nunca me apareceu alimentos para confirmação que não sou robot, mas noutro blog sim e isso é bem desagradável como afirma um comentário atrás.

    ResponderEliminar
  7. Ternura deve sempre ser companheira em nossos caminhos! abraços,chica

    ResponderEliminar
  8. Lindíssimo, amar e demonstrar esse valioso sentimento em ternuras de versos lindos, ah, amo sonetos!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  9. Oi Ricardo.
    Uma poesia realmente sensacional de amor
    Eu tenho um pouco de medo quando o mar está revolto
    Meu conto é simplesmente uma construção de ficção, pois meu passado foi um inferno que não gosto de recordar.Eu nasci para a vida e felicidade aos 22 anos.
    Beijos no coração

    ResponderEliminar
  10. Realmente, não leio em lado nenhum poesia como a sua. Linda...sensível...emotiva e amorosa!!

    Bjos

    ResponderEliminar
  11. um soneto de ternura e amor.
    bem rimado e bem construído, como sempre!
    bom final de semana.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  12. Muito belo e romântico este poema
    Gosto da fotografia que ilustra o poema.
    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. Ricardo: belos devaneios..que nos fazem viajar nas asas poéticas...abraços bem carinhosos a ti querido amigo.

    ResponderEliminar
  14. Lindo soneto amigo Ricardo.
    Sempre enaltecendo com palavras de amor e carinho.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar

  15. Boa noite,Ricardo.

    Neste belo soneto moram o amor e a ternura.

    Bem haja pela sua visita.

    Abraço :)

    ResponderEliminar
  16. Olá Ricardo
    Passando para lhe desejar uma boa noite
    Beijos no coração

    ResponderEliminar
  17. O amor a acontecer em cada gesto...
    Beijo.

    ResponderEliminar