quarta-feira, 15 de abril de 2015

Laços de sonho que uma pomba veio trazer

... * ...
Esvoaçam sentimentos na mente esquecida
Laços de sonho que uma pomba veio trazer
União de pensamento numa voz entorpecida
Luzente amor que a sua chegada fez renascer

Trouxe a pomba mensagens de límpida doçura
No seu voo de simetria em mente empolgada
Qual pôr-do-sol, aliado da tua mélica ternura
Mostra-me teu olhar de pombinha enamorada

Olhares cúmplices no alvoroço da meditação
Aflora aos nossos corações na cor do arco-íris
Traz a pomba mensagens de amor no coração

Sentimentos numa palavra nunca pronunciada
Deixa em mim tanta tristeza se um dia partires
Lembrando aquela doce pomba na sua chegada
..........................................................................
.
NOTA: Este poema foi feita em resposta a um desafio proposto pela minha amiga e grande poetisa, Cidália Ferreira, administradora do blogue: http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/, tendo como base a imagem em epígrafe. É um blogue lindíssimo onde se publica poesia de elevado índice poético. Visitem clicando no sublinhado. 
..........

10 comentários:

  1. Bom dia, perfeita e bela resposta poética ao desafio da poeta Cidália Ferreira, no voo simétrico com a mente empolgada é maravilhoso, parabéns pelo belíssima partilha.
    AG

    ResponderEliminar
  2. Bem.. Como nunca tive duvidas à cerca do ENORME POETA QUE ÉS.... Deixa que te diga... está SOBERBAMENTE bem feito... Parabéns, que, perante tanta beleza que passaste para o poema, nos leva certamente a vaguear pelos céus onde as pombas são raios de LUZ

    PARABÉNS

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Palavras que se completaram uma poesia e a outra.
    Um poema maravilhoso e cheio de esperança de um lindo sentimento de viver!
    beijos, bom dia

    ResponderEliminar
  4. Olá Ricardo,as mesmas palavras que disse para Cidália as digo para você:
    Adorei o poetar de ambos,um bem diferenciado do outro e ai fica o registro de como as inspirações de cada poeta ,são diferentes.
    Parabéns aos dois.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Um desafio soberbamente superado por ambos! Amei o poema da Cidália e está ao nível dos grandes poetas...o teu está sublime como todos os outros que compõem o teu riquíssimo património cultural...as tuas palavras e emoções fazem nossa mente esvoaçar, indo ao encontro de tudo o que é belo na vida...parabéns amigo e notável poeta...um abraço para ti

    ResponderEliminar
  6. Agora andam a desafiar-se, é?...:-))
    A pomba sempre foi mensageira de paz, e neste caso parece que também trouxe o amor e a ternura no olhar.
    Um desafio primorosamente superado!
    xx

    ResponderEliminar
  7. Belo soneto, amigo Ricardo. Realmente, o blog da Cidália é belo.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde/noite.

    ResponderEliminar
  8. já li o soneto da Cidália.
    este também é bonito e melodioso.
    parabéns
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  9. Um excelente trabalho. Fantástica resposta ao desafio, até as pombas vieram poisar junto de ti para que a tua inspiração , (que verdade seja dita não te falta, ) aflorasse á tua alma de poeta e escrevesses este surpreendente poema.
    Já há algum tempo não comentava no teu blogue mas não te esqueci. recebe um abraço fraterno da sempre amiga Rosária Marques

    ResponderEliminar