domingo, 1 de março de 2015

É uma tristeza na vida não acreditar

... / ...
É uma tristeza na vida não acreditar
Não sentir que o vento, fresca aragem
Nos orienta como orienta o teu olhar
O caminho certo da nossa passagem

É uma tristeza deixar passar o tempo
Sem se iniciar a correcta caminhada
Não acreditar na força do sentimento
Quando tão perto está a nossa amada

É uma tristeza não olhar o sol nascer
Na frescura duma lágrima a escorrer
Na saudade da vida que se viu passar

Silêncios de afogo, triste inquietação
Quando se sente o choro do coração
É uma tristeza na vida não acreditar
........................................

10 comentários:

  1. Palavras tristes mas que formam um poema lindo cheio de amor e sentimento.
    Domingo cheio de coisas boas
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Palavras que tocam bem cá no fundo!
    E assim escrevem os sensíveis, através da tristeza saem as palavras mais lindas.Lindo de ler.

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  3. Oi Ricardo,
    Você vai ao fundo no nosso coração com suas encantadoras poesias.
    Um ótimo dia.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  4. Poema muito tocante! Impossível ficar indiferente... Deixei-me vaguear nas tuas palavras tristes, mas cheias de sentimento, reparo que me identifico com esse título, que acho forte. Adorei este poema.

    Beijo, bom Domingo.

    ResponderEliminar
  5. A tristeza acaba por não ser nada por aí além, há pessoas tristes, como eu, no fundo muito mais felizes consigo mesmas do que pessoas que parecem estar sempre alegres....Já não acreditar na vida é que é a grande tristeza, porque sem esperança e crença num futuro melhor, fica-se à deriva na monotonia. Principalmente quando a amada está tão perto. Mas a idade torna-nos às vezes, macambúzios, e é contra isso que temos de lutar; contra nós próprios.
    Muito belo, Ricardo.
    xx

    ResponderEliminar
  6. É muito triste quando deixamos de acreditar nas maravilhas da vida,,palavras tristes,mas grandioas em sensibilidades.
    Lindo.
    Bjs amigo Ricardo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Quando se deixa de acreditar a dor e a tristeza instalam-se no coração.
    Nostálgico e lindo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  8. Nunca deixes de acreditar..quem acredita alcança! Poema divino onde a tristeza predomina e toca com muita emoção...adorei Ricardo...palavras sábias que enaltecem o estado da alma...um abraço e uma semana feliz...

    ResponderEliminar
  9. Belo soneto, é a maior tristeza da vida não poder acreditar, pois a vida só pode seguir com a fé na própria vida!
    Abraços amigo poeta, bem assim, amei ler aqui, estava com saudade de seus lindos versos poéticos!

    ResponderEliminar