sexta-feira, 27 de março de 2015

Alvas são as pombas do pensamento

... * ...
Alvas são as pombas do pensamento
Quando cruzam os céus da felicidade
Escolhem as maresias como momento
Fazendo da mentira, mélica verdade

O sentido como a ave voa pelos ares
Mostra sorrisos de alegria sem medo
Troca embustes por nobres verdades
Faz da exactidão, açucarado segredo

Arco-íris de sentimentos em equação
Várias cores no páramo, emolduradas
Enviam carinho e alegria ao coração
Pura felicidade às almas apaixonadas
.....................

19 comentários:

  1. És o meu Poeta preferido desde sempre...Ainda me lembro do primeiro dia que visitei este cantinho... Sem nada entender de poesia, nada, mas penso que foi a magia, a beleza, o carinho, a sensibilidade e o sentimento que lia nos teus poemas de há tantos anos que me "abriu a veia" ...Aprendi contigo a ler e a fazer poesia. Obrigada.

    Difícil é elogiar-te, porque és das pessoas mais sensíveis e humana que já vi...Poetas como tu mereciam estar noutro patamar.

    Amei este poema está recheado de carinho e sensibilidade.

    Beijinho, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Um poema maravilhoso e lindo de morrer.
    Amei. Sou bastante apreciadora dos seus poemas.

    Tenha um fim de semana de paz e alegria-Beijos

    ResponderEliminar
  3. Poema apaixonante pleno de magia que enternece o nosso coração! Tuas palavras como sempre encantam e a rima entoa esvaindo-se de emoção...brilhante poema Ricardo...um grande abraço e um feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Lindo poetar amigo Ricardo, bem disse a amiga em comum, a poetisa Cidália!
    Agradeço o carinho da visita e comentário lá no meu espaço!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema que evoca uma alma livre que busca os verdadeiros sentimentos. Açucarados segredos, típicos dos apaixonados. Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  6. Oi poeta Ricardo
    Nem sei como cometar uma poesia sua, tão cheia de encanto e lidas rima
    Só posso aplaudi-lo de pé.
    O meu conto é ficção( Era namoradeira e me por um infortúnio casei duas vezes.kkk)
    Beijos no coração

    ResponderEliminar
  7. Oi Ricardo,
    Desculpas os erros, estou com visitas.Ai.....

    ResponderEliminar
  8. Poema maravilhoso onde a sensibilidade faz eco, emoldurando a paisagem da própria ilusão do sentimento
    Parabéns ao autor

    ResponderEliminar
  9. """ Alvas são as pombas do pensamento """

    Uma frase, o fio condutor, de um poema lindo de ler...e que faz pensar.
    Muito bonito
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Maravilha,Ricardo! Sempre inspirado! Ótimo fds! abraços, chica

    ResponderEliminar
  11. Belo e interessante Blog!

    Parabéns!

    Desejamos a você e sua família um FELIZ DIA DO TEATRO!

    "O sonho do teatro não é se eternizar, mas falar com clareza, emoção, beleza, poesia e compreensão para o cidadão do seu tempo."
    - Amir Haddad

    Receba um espremido da Cia. De Teatro Atemporal!

    Clemente.
    http://ciaatemporal.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Belo poema, amigo Ricardo, aliás, como sempre.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. Belíssimo, Ricardo. Parabéns!
    As almas apaixonadas nem sempre entendem
    o sentido das coisas. Só sentem; não pensam!
    xx

    ResponderEliminar
  14. Oi Ricardo, linda inspiração. Parabéns. Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Meu Amigo.
    Que grandiosidade de poema de um sentimento profundo
    extraído da alma....
    Um fraterno abraço feliz final de semana.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  16. Só resta dizer.... MARAVILHOSA!
    Bjus e tudo de bom poeta!

    ResponderEliminar

  17. Belo poema !
    "as pombas do pensamento" voam neste delicioso entrelaçar de palavras onde moram o sentimento e a delicadeza.

    Posso deixar um abraço?

    ResponderEliminar
  18. OI RICARDO!

    E, SÓ UMA ALMA APAIXONADA ESCREVERIA ALGO TÃO BONITO.
    PARABÉNS AMIGO.
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar