quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Teu coração vulcão em chama incandescente

... * ...

Teu coração vulcão em chama incandescente
Quente no tempo em relampejar no seu vazio
Ardências de um amor arejado e comovente
Que enchem minha vida d`um estranho estio

Meu sorriso preso nas agruras de um passado
Dedução da alma num pensamento arrefecido
Amarguras em viagem num caminhar cansado
Sussurros do vento em meu corpo desfalecido

Flor campestre doce amora em ventura e ardor
Qual vulcão que eleva pelas alturas o seu calor
Cinzas de fresco amor em céu-aberto se tornou

Devaneio de um beijo celeste no calor da união
Arrepio de doçura, fantasia em ardente vulcão
Onde meu olhar triste num sorriso se iluminou
..............................

19 comentários:

  1. Flor campestre doce amora em ventura e ardor
    Qual vulcão que eleva pelas alturas o seu calor
    Cinzas de fresco amor em céu-aberto se tornou

    Devaneio de um beijo celeste no calor da união
    Arrepio de doçura, fantasia em ardente vulcão
    Onde meu olhar triste num sorriso se iluminou

    Fiquei arrepiada com tanta doçura

    Beijinho Incandescente

    ResponderEliminar
  2. Manuela Pimenta ( Marisol)13 de novembro de 2014 às 10:47

    Um dos poemas mais tocantes para um coração apaixonado que já li aqui. ADOREI cada palavra e cada verso
    LINDO DE MORRER
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Abençoada a hora que encontrei este blogue...Abençoadas sejam as mãos que tão bem escrevem...abençoado seja o Seu Autor por nos proporcionar tão belos momentos. Aqui tenho a oportunidade de ler, meditar...chorar de alegria...fazer ir meus sonhos até ao limite máximo...

    Nunca li em lado nenhum poemas tão lindos como os que leio aqui.
    O poema de hoje para mim, foi explosivo nos meus pensamentos e emoções.
    Uma verdadeira pérola Poética!

    Deixo um beijo de muita admiração.
    Quem é você?

    ResponderEliminar
  4. Linda poesia e um coração ardente que a inspirou! abraços,chica

    ResponderEliminar
  5. Inspiração vulcânica que arrebata corações sensíveis! Um deslumbrante e sentido poema! Intenso como uma chama incandescente e como lava expelida dum vulcão! Amei...parabéns por esta imponência...um beijinho de dia feliz e inspirador

    ResponderEliminar
  6. Em presença de um coração incandescente, todo o mundo e arredores se torna ameno.
    Belíssimo, Ricardo!
    xx

    ResponderEliminar
  7. Gosto do jeito que vc trata o amor,tanta sensibilidade =)

    ResponderEliminar
  8. Ricardo;
    De tantos e tantos já aqui li....deixa-me que te diga...Os outros já lá vão... Este, é uma explosão ao amor escrito de uma forma que nos deixa de coração derretido só de ler, será da chama da imagem? É que está SOBERBO, tudo.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Qual vulcão que eleva pelas alturas o seu calor
    Cinzas de fresco amor em céu-aberto se tornou

    Palavras divinas a deixar um coração derretido.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Tanta paixão num vulcão que deita lava em chamas incandescentes de amor
    BONITO BONITO BONITO.
    ARREPIEI-ME

    ResponderEliminar
  11. Uma explosão de amor de um coração ardente e apaixonado. Um poema soberbo Ricardo. Parabéns
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Arrepiante só de imaginar esse amor...

    Bjus

    ResponderEliminar
  13. Anabela dos Reis Silva13 de novembro de 2014 às 17:44

    Quem escreve com esta sensibilidade é um poeta de eleição, ao nível dos melhores
    O Amor como inspiração escrito como só um génio sabe escrever. Parabéns
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  14. Eu nem sei que lhe diga... estou derretida com tanta ternura...chego até a sonhar alto, kkkkk....Lindo, lindo, lindo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Coração apaixonado sempre se perde em devaneios assim...
    Lindo! Bjinhos ;))

    ResponderEliminar
  16. Rosaria Marques Marques13 de novembro de 2014 às 21:06

    Um arrebatador e explosivo poema. Amei ler.
    O vulcão do coração sempre esta em erupção só é acalmado quando o inverno do amor faz chover pétalas de frio.
    Willian Mateus...Um abraço fraterno.

    ResponderEliminar
  17. A fórmula do Amor ... para que este faça magia todos os dias!

    … A física e a química numa simbiose...
    A reacção recíproca num “vulcão” em erupção numa forma complicada cr+0+am+h20=Infinidade de leis e partículas que num universo complexo se traduz em simples emoções/sensações que atingem em catadupa cada ser...

    ResponderEliminar