quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Rosas são pão em regaço de sua majestade

......

Rosas são pão em regaço de Sua Majestade
Rainha dos pobres, num carinho de afeição
Expondo como a pureza, é amor, felicidade
Glória da mentira, qual diadema do coração

São fragrância nas tardes em graça suprema
Jardins que aformoseiam olhares orgulhosos
Deixando nas querenças a súplica do dilema
Qual sol do amanhecer em corações amorosos

Abrem o novo dia no olhar da sedução pura
Libertam odes de amor em bálsamo e ternura
Eflúvio que brotam de uma forma constante

Caem pétalas por um amor em doação inteira
São felicidade em afectos na manhã primeira
Gerando carícias num êxtase feliz e delirante
.................

22 comentários:

  1. " São Rosas meu senhor são rosas. "

    Assim falou sua Majestade a Rainha Santa Isabel, esposa do Rei D. Diniz,
    Parabéns pelo fabuloso poema
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Poema maravilhoso a partir de uma Rosa que inspirou o autor de uma forma fabulosa
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. E porque a rosa é a Rainha das flores, este poema não poderia ter ficado mais belo. Tanta ternura e carinho em volta das palavras que este Poeta escreveu. Para mim está divino.
    A sua sensibilidade é tão grande que me deixa enternecida e apaixonada pelos seus versos.
    PARABÉNS!

    Deixo-lhe um Beijo, se me permite.

    ResponderEliminar
  4. Um poema que evoca momentos ligados à nossa História,
    muito bem escrito pelo amigo.
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  5. Tão bonito....amei

    Elisabete Lima

    ResponderEliminar
  6. Um lindo roseiral poético...tão belo que se sente o odor das belas rosas...perfumam o coração e evoca o amor...fantástico poema dedicado à rainha das flores com toque divino de paixão e sedução...adorei Ricardo...uma inspiração brilhante numa tarde solarenga

    ResponderEliminar
  7. A rosa como símbolo de paz e amor deu azo a um poema maravilhoso
    Adorei mais esta poesia de enorme qualidade
    Abr

    ResponderEliminar
  8. Abrem o novo dia no olhar da sedução pura
    Libertam odes de amor em bálsamo e ternura
    Eflúvio que brotam de uma forma constante

    Caem pétalas por um amor em doação inteira
    São felicidade em afectos na manhã primeira
    Gerando carícias num êxtase feliz e delirante
    .......................................................................
    Merecerá a pena mais palavras?...LINDO E MARAVILHOSO
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Sabes que mais Ricardo?

    Este poema está soberbamente DIVINO!

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Belissimo e perfumado, a rosas. Lindo, lindo

    Juliana Oliveira

    ResponderEliminar
  11. Mas que inspiração magistral...Parabéns
    Adorei
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Parabéns amigo Ricardo,um poema encantador e com muita inspiração.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  13. Um autentico Bouquet divino e perfumado como o amor que nele espalhou.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Que retrato lindo tu fizeste das rosas. Adorei *-*

    Bjoo'o

    ResponderEliminar
  15. Rosas nos remetem a sentimentos puros, à sensibilidade, a uma beleza natural e cheia de magia. E dessas rosas você tirou inspiração para um magnífico soneto. Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde, lindo poema inspirado na rosas, seu dom poético é fantástico.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Rosas são tão lindas e combinam com amor =)

    ResponderEliminar
  18. MILAGRE DA RAINHA SANTA
    GESTOS DE REALEZA NOBRES
    A D. DINIZ MOSTROU A MANTA
    NACOS DE PÃO PARA OS POBRES

    ResponderEliminar
  19. A MINHA QUADRA ACIMA É PREITO DE HOMENAGEM, TAMBÉM EM POEMA, A TICARDO PELO SEU EXLENTE SONETO. LEYRENO.

    ResponderEliminar