sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Estrelas farolizam minhas preces imaginadas

...* ...
.
Estrelas farolizam minhas preces imaginadas
Quando caminho por estreitas e nuas veredas
Onde os brilhos são pequenos e níveos nadas
No amor que anseio que um dia me concedas

Silêncio nas quadras que ouço surgir da negrura
Perante a sonância dos teus passos que imagino
Soledade iluminada pelas luzes da noite escura
Que me faz devanear nas prosas do meu destino

Sigo na vastidão que a noite escura me oferece
Uma luz brilhante me diz que a noite acontece
Confio do meu quimérico nos versos em delusão

Reparo feliz que o meu caminho é apenas o teu
Não querendo parar nem seguir o caminho meu
Tentando reouver-te e entregar-te meu coração
...............

14 comentários:

  1. É lindo e comovente quando se procura a pessoa amada a fim de lhe entregar o coração.
    Um poema lindíssimo cheio de amor entre estrelam que iluminam o coração
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. SOBERBO poema...li e reli, voltei a ler estou emocionada!!! PARABÉNS...

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Un poema pleno de amor y búsqueda
    Un beso, Ricardo

    ResponderEliminar
  4. Lindo amigo Ricardo,ter as estrelas brilhando um caminhar de preces
    bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Ui...ui...ui... do mais lindo que já por aqui li, mas como sou nova, acredito que seja apenas mais um dos melhores.Parabéns, é um prefeito Poeta.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. lido amigo Ricardo,as estrelas sao lindas e fazem sonhar,olho muito par elas sao tao lindas.....ae amanha bons sonhos.....um beijinho

    ResponderEliminar
  7. Quem caminha pela noite sob a luz das estrelas na procura de preces imaginadas em relação a encontrar o seu amor, só pode ter um coração de ouro e uma sensibilidade única.
    Soberbo poema de amor
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Que poema linderrimo cheio de emoçao e de busca da estrela perdida....amei ler..

    ResponderEliminar
  9. A noite, as estrelas, o campo, o mar, são excelentes a puxar pela imaginação dos poetas. Este poema é dos mais bonitos que li aqui, e foram tantos, tantos, tantos
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Manuela Pimenta ( Marisol)3 de outubro de 2014 às 20:45

    Imaginando-me no teatro do poema deixei correr uma lágrima por ler tanta beleza na solidão do destino em que já estive envolvida. E é tão bom caminhar na noite perante as estrelas entregues aos nossos sentimentos. Poema que se o autor me permitisse gostaria de roubar pois é o espelho do que tem sido a minha vida amorosa, sempre ausente mas numa procura de felicidade que me faz viver
    Bjs.

    ResponderEliminar
  11. Lindo, emocionante, e muito carinhoso, o seu poema.

    Juliana Oliveira

    ResponderEliminar
  12. Pela segunda vez que aqui entro, fiquei fascinada com o seu blogue...A música...a cor...e os poemas que são de uma qualidade elevada... Só de uma verdadeiro Poeta, acredito que o seja. Parabéns!
    Um coração sensível não resiste a tanta emoção que aqui se encontra.
    EXCELENTE POEMA.

    ResponderEliminar
  13. Perante tão excepcionais comentários que mais posso acrescentar...És um talento nato... uma alma exemplar...uma sensibilidade ao rubro..que nos faz apaixonar...AMEI...parabéns pelo brilhantismo das tuas palavras e emoções...igualável à estrelas do universo

    ResponderEliminar
  14. Poema doce de ler e um lenitivo para a alma
    Abraço

    ResponderEliminar