sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Carícias e desejos de amor em livre fantasia

......................................
.
Desertos de paz na soledade de um abraço
Um beijo de afecto na flor do pensamento
Palavras ditas no eco do inóspito compasso
Coração imaginado no além do sentimento

Isolados na magia de um verso bem rimado
Comutam caricias sobre um banco de amor
Olvidam que o mundo é um termo começado
No alcance da fantasia melosa do esplendor

Ecos de carinho no insulação da felicidade
Beijam-se  sentimento em sucos de verdade
Oferecem-se vocábulos de ternuras e alegria

Assim dois corações se sentem apaixonados
Livremente se doam em abraços apertados
 Carícias e desejos de amor em livre fantasia
...........................

16 comentários:

  1. Ecoam carinhos num momento de felicidade...num banco de jardim possuído pela paixão e amor...que momento de magia nos trouxeste hoje Ricardo...um poema apaixonantemente belo....leva-nos a voar...a sentir....a imaginar...adoreiiiiiiii...um abraço carinhoso para ti

    ResponderEliminar
  2. Tão lindos quando dois corações se sentem assim!! Sou mais que a favor de demonstração de amor!!
    Lindo, lindo!!

    Bjoo'o

    ResponderEliminar
  3. Tão bom quando dois corações estão apaixonados, mas são correspondidos! Lindissimo.

    Juliana Oliveira

    ResponderEliminar
  4. Amor cheio de pureza
    .
    Ecos de carinho no insulação da felicidade
    Beijam-se sentimento em sucos de verdade
    Oferecem-se vocábulos de ternuras e alegria
    .
    Lindo, lindo, lindo
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Fascinante de maravilhoso, que encanta ler
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Deixei-me levar pelas doces e ternas palavras, e quase chegava ao paraíso.... Imaginei-.me com o meu amor, estre abraços de paixão , e carinhosos beijos. Um Poema lindo de morrer.
    É de Louvar, Poeta Ricardo... Parabéns e obrigada por permitir-me sonhar nos seus versos.

    Deixo um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Juntando esta quadra à imagem, fica o convite a um belo encontro de amor.
    Poeticamente perfeito
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Nem consigo dizer o que sinto quando leio:

    Ecos de carinho no insulação da felicidade
    Beijam-se sentimento em sucos de verdade

    Fascinante
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Um poema encantador...adorei .. continue a dar-nos belíssimas poesias.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Excelente e doce poema de amor.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Maravilhoso poema embrulhado com carinho, saudade, e abraços de ternura.
    Adorei
    Bfs

    ResponderEliminar
  12. Todas essas coisas que faz o coração voar livre, contribuem para que o amor estabeleça!
    Belo!
    bjkas doces

    ResponderEliminar
  13. belo «poema cheio de ternura ,carinho,e saudades....um beijo amigo

    ResponderEliminar
  14. Fogo, Ricardo! Estive a ler os poemas anteriores (desculpa não tê-los comentado, senão passaria aqui a tarde toda), que grande produtividade!!...Consegues escrever em vinte dias o que eu escrevo em meio ano!...:-) Todos bons poemas, é claro, escritos com essa sensibilidade tão apurada.
    Quanto a este poema, quem não vivenciou tempos próximos ou distantes num banco de jardim...? Gostei muito do verso "Olvidam que o mundo é um termo começado".
    Sempre de grande beleza a tua poesia.
    Bom fim de semana, Ricardo.
    xx

    ResponderEliminar
  15. Caricias de amor que acendem a fogueira da paixão.
    Maravilhoso!!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar