quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Silêncios voz de felicidade

..............................

Sorriso em teus olhos, são doce de desejo
Sonhos em manhãs de poesia e arte pura
Sedução em aragem límpida de um beijo
Nas palavras de sábios gestos de ternura

Olhares em áureas de juventude e pureza
Nos plangores de jubilação assaz contida
Abraço entre braços de meiguice e beleza
Felicidade em corpo que tudo deve à vida

Lábios abertos dando aos desejos sentido
Um beijo cobiçado num apetite divertido
Aguados libidos que tocam livre vontade

Dando ao olhar brilho de um falar calado
Fugidio no desejo de um beijo consumado
Em que os silêncios são voz de felicidade
............................

20 comentários:

  1. Mais um belo soneto romântico, meu amigo Ricardo, o Vinicius de Moraes português.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderEliminar
  2. Amigo Ricardo
    O Silêncio é de oiro! Palavras ,para quê?,quando se ama e deseja?!
    O seu soneto é de amor e tem um pouco de sensualidade.
    Parabéns.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  3. Tão maravilhoso que chorei por ver em mim verdades do poema, como um beijo que se dá nos silêncios da vontade.
    DIVINO
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Dando ao olhar brilho de um falar calado
    Fugidio no desejo de um beijo consumado
    Em que os silêncios são voz de felicidade
    .
    FASCINANTE, MUITOS PARABÉNS POR TÃO QUERIDA SENSIBILIDADE QUE ESCREVE E TRANSMITE NOS SEUS POEMAS DE AMOR
    ABRAÇO

    ResponderEliminar
  5. Fiquei extasiada com esta áurea de romantismo. realçado por palavras sublimes, tais como "plangores de jubilação". Estas dão ênfase ao poema e fortificam as emoções...adorei Ricardo...um brilhante poema

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pelo poema! SOBERBO

    Qualquer coração fica enternecido ao ler tão bela poesia, onde o carinho e a ternura são o ponto mais alto, que me deixou emocionada. BRILHANTE Muito fácil nos "revermos" nele.

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Estou emocionada pelo brilhantismo de tão maravilhoso poema
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. boa tarde amigo Ricardo de tão,lindo se fica atordoada..faz-me lembrar episodios das nossas vidas....obrigda poeta!!

    ResponderEliminar
  9. Manuela Pimenta ( Marisol)17 de setembro de 2014 às 16:10

    De arrepiar o coração e nos faz levitar a caminho de um beijo dado em situações de algum silêncio do nosso próprio olhar. Muito bonito que emociona o coração de uma mulher, é demais a maneira emocionante como escreve os seus poemas
    Continue que poetas assim existem muito poucos.
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Uau... é de arrepiar, fogo, li e reli, com lágrima no olho.. Parabéns pela sua veia e sensibilidade poética. é um prazer para mim ter o seu blogue nos meus favoritos.
    Obrigado por me permitir lê-lo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Arrepiante de uma força interior que nos faz ler e reler. Parabéns pela inigualável inspiração amigo Ricardo águialivre
    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Oi Ricardo!
    Mama mia! Essa foi para acordar até defunto.kkk
    Poesia sensualíssima e bem temperada com paixão.
    Linda demais.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. Fugidio no desejo de um beijo consumado
    -----------
    Que bom a consumação do beijo. O resto virá naturalmente.
    --------
    Que a felicidade ande por aí.
    MANUEL

    ResponderEliminar
  14. Silêncios que tudo dizem!

    Magnífico poema.

    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  15. Muito belo!
    Lábios abertos a pedir um beijo consumado, e momentos "Em que os silêncios são voz de felicidade". É verdade, há silêncios que dizem mais do que certas palavras. Ao contrário deste poema que muito diz.
    xx

    ResponderEliminar
  16. Puro amor, puro romantismo... lindo! Bjussss

    ResponderEliminar
  17. Sorrisos são mesmo o semear de sentimentos ... amores e emoções...os silêncios são flores ...momentos bons de adaptações!
    Adoro a imagem ...

    Tão leve!

    ResponderEliminar
  18. Lourdes Piedade Patacas18 de setembro de 2014 às 11:43

    Quem não acorda ao ler uma poesia tão sensual de paixão?
    Há alturas em que os silêncios nos despertam os sentidos,
    dando felicidade a um olhar brilhante pela felicidade dum beijo.
    Adorei o poema.

    ResponderEliminar
  19. Lindo Soneto amigo Ricardo!
    Terno e apaixonado.

    Gostei de ler-te!
    Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  20. Rosaria Marques Marques22 de setembro de 2014 às 17:08

    Um belo soneto,denotando mt. doçura e sensualidade.

    Certas coisas não devemos esconder, um lindo beijo ou até mesmo um olhar para outro ser, seria igual tentar impedir a chuva de deixar chover.
    Amei ler. Um beijinho fraterno

    ResponderEliminar