terça-feira, 30 de setembro de 2014

Fria força do amor pelo tempo vencido

................ * ..................
.
Celeste alma em recordação tão vazia
Num olhar em concepção de demora
Sorriso que por amargura não queria
Revezes frios desse amor de outrora

Coração congelado em branca alvura
Num corpo desgostoso e desfalecido
Ideias gélidas em quente desventura
Num amor perfumado, tão esquecido

Palavras que ferem silêncios e paixão
Sorrisos sufocados, amor em desunião
No vislumbre de um caminhar dorido

Águas tépidas que esfriam a existência
Anulam a energia, gerando desistência
Fria força do amor pelo tempo vencido
...

36 comentários:

  1. Poema triste mas muito profundo, encantador. Adoro passear à beira mar pensando e recordando, alegra a alma e dá paz ao coração
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passear à beira mar é sempre muito belo...Até quando se passeia só, entregue aos próprios pensamentos, é sempre um gosto enorme que faz bem à alma

      Fique feliz

      Eliminar
  2. Palavras saídas de uma alma dorida.
    Um poema que para além de triste, nos faz pensar muito. Li e reli, e não é preciso muito para saber o quanto sofre um coração.

    TRISTEMENTE LINDO!

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. Não saiu de uma alma dorida, mas sim de uma alma...poética, se me é permitido ter essa leviandade.

      Nada de pessoal...sim uma imagem do que acontece entre tantas vidas e tantos amores esquecidos da paixão de outrora que por uma ou outra razão se deixaram abandonar pela alegria de viver

      Retribuo o beijo

      Eliminar
    2. Eu sei... Que és um grande Poeta!
      Foi uma maneira de falar, mas tu entendes.

      Eliminar
  3. SUBLIME...um flagelo intemporal...uma dor que atormenta tantos corações e marcando uma vida...arrancas a alma emotivamente de quem te lê Ricardo..palavras gélidas que derretem corações...AMEI e quero elogiar a imagem escolhida para este poema...uma simbiose perfeita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A frase correcta.."" .um flagelo intemporal..""

      Diz tudo

      Obrigado pelo comentário sempre carinhoso e amigo

      Fica feliz querida amiga

      Eliminar
  4. Sempre muito bom ler as suas poesias. Emocionam qualquer coração, apesar de triste. Lindo
    Bjus

    Juliana Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Juliana Oliveira

      Obrigado pelas palavras amigas

      Volte sempre

      Fique feliz

      Eliminar
  5. Triste.mas lindo em cada verso amigo Ricardo.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Carmen Lúcia. Prazer de Escrever

      Palavras encantadores que me deixaram feliz
      Beijinho de grande admiração e respeito

      Eliminar
  6. E o tempo vence o amor?
    Acredito que o verdadeiro amor resiste a tudo, inclusive a força do tempo e a distância...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Bell

      Tudo tem um principio e um fim...Nada é completo nem perfeito ...e sim, penso que é possível o tempo vencer/cansar o amor...a distância, os ciúmes, uma palavra menos pensada, tanta coisa que pode a pouco e pouco fazer com que o amor...enfraqueça, quiçá termine

      Cumprimentos

      Eliminar
  7. Versos fortes em mensagem de amor, numa recordação dorida. É maravilhoso visiotar este blogue mas não vale sair daqui a chorar como me acontece visto que até parece a imagem do que tem sido a minha vida amorosa.
    Bjs de admiração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cidália Fonseca

      Obrigado pela presença e comentário...se se reviu no poema talvez seja sinal de que alguma coisa não está bem, mas que pode no amanhã ser diferente para melhor

      Retribuo o beijo

      Eliminar
  8. Já não tenho mais vocabulário para elogiar o poeta que nos presenteia com poemas profundos cheios de sentimento e pureza de sensibilidade.
    Este poema mesmo sendo triste na sua essência mostra o lado mais puro da vivência humana enquanto casal. Lindo soneto, que encanta.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariana Flor de Liz

      Obrigado pelo carinho que decerto na questão poética, não mereço...mas gosto

      Retribuo o abraço

      Eliminar
  9. Manuela Pimenta ( Marisol)30 de setembro de 2014 às 14:50

    É meu dever e prazer elogiar um poema maravilhoso como este que aqui leio. Mostra que, o seu autor é possuidor de uma veia literária plenamente virtuosa
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Manuela Pimenta ( marisol)

      Fiquei sem palavras a não ser...Obrigado

      Beijinho

      Eliminar
  10. "Amor em desunião" é doloroso, no entanto nunca nos devemos sentir vencidos pelo tempo.
    Há sempre a possibilidade de retomar um caminho, de não desistir. Digo eu, que não percebo nada de amor.
    Muito belo, muito triste, mas horas não são dias.
    Por acaso também já utilizei essa imagem num poema. E claro que também era um poema triste...:-)
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Laura Santos

      Todos nós percebemos um pouco de amor...Uns mais outros menos. Até aceito que digas que não percebes, mas num facto és das melhores que existem: A comentar

      És perfeita nos comentários que fazes. É um dom, entre outros, que admiro em ti.
      A imagem é linda...pela paz que transmite...pelo silêncio que encerra...qual contraste com as ondas na sua vivência de solidão.
      xx

      Fica feliz.

      Eliminar
  11. Amigo Ricardo
    Belo e triste soneto!
    O tempo que vence,é o tempo que nos faz vencer!
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Beatriz Bragança

      Esta frase por si escrita diz tudo; "" O tempo que vence,é o tempo que nos faz vencer! ""

      No tempo e na hora certa

      Retribuo o abraço

      Eliminar
  12. Um poema triste mas cheio de amor numa mensagem de solidão terrível que magoa.
    Abraços de fé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Silvia Taylos

      Não são os poemas tristes os mais profundos e belos?

      Retribuo o abraço

      Seja feliz

      Eliminar
  13. Como tenho vindo a constatar, o seu blogue é já uma "obrigação" a visita.
    Você tem o Dom de nos fazer emocionar com as suas poesias, sejam elas tristes ou alegres.
    Desde que visito o seu blogue, é raro que não saia daqui com o uma lágrima no olho.
    Este de hoje está lindo demais, mas tem muita tristeza. Gostei muito
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neuza Marques

      Obrigado pelas palavras amigas e carinhosas
      Amanhã sai um poema menos triste...prometo
      Fique feliz...

      Eliminar
  14. Rosaria Marques Marques30 de setembro de 2014 às 17:04

    Será do Outono? os meus poetas andam todos mt. mal de Amores....
    Poema bonito mas mt triste. Mostra um coração sofrido.Desespero de um amor findado.

    Quando tudo esta acabando e quando percebemos que está simplesmente começando, um pequeno amor começa como uma virgula e termina como um ponto final. Um ponto para começar um novo parágrafo, um parágrafo que por sua vez se torna em uma linda historia que por fim, se transforma em uma lembrança para o começo de uma nova historia de amor...
    Desconhecido.

    Um abraço, amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário fabuloso

      O Outono traz melancolia mas..o poema é apenas isso...um poema...em palavras de sentido figurado....poético

      Retribuo o abraço

      Eliminar
  15. Fria força de um amor esquecido, é pena porque o amor tem força e é bem quente ,bast no o esquecer...e pena que isso aconteça ,mas...acontece.....pena de nao saber o que se perde....muitas vezes um vulcão......ENORME.....abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que nasce um dia morre...digo eu...que apenas sei que nada sei

      Obrigado Cristina Dumice pelo elegante comentário que muito gostei de ler

      Retribuo o abraço com muito carinho

      Eliminar
  16. "Fria força do amor pelo tempo vencido"

    E a solidão se vai tornando maior
    companheira de uma ilusão
    nunca entendida
    nem esperada!

    E o poema é triste,
    Mas é lindo
    E eu o Amei!

    Abraço e obrigada

    Maria Luísa

    ResponderEliminar
  17. poema lindissimo ....que em cada verso se sente a amargura e a tristeza ..

    e um coraçao congelado que precisa do calor do sol....

    ResponderEliminar
  18. Boa noite vim deixar uma frase pra vc

    ¸.•*¨✿✿"Há pessoas que nos salvam sem perceber. Por amor. Por amizade. Por simplesmente querer bem."

    Paolla Milnyczul ¸.•*¨✿✿


    Bjusss
    Rita

    ResponderEliminar
  19. Gosto lindo muito romãntico e sofrido ,mas se nunca tivemos amor por ninguém,somos vazios e frios ,parabéns obrigada por mais um belo poema,laurinda anjo.

    ResponderEliminar