segunda-feira, 1 de setembro de 2014

coração repleto de amor e tanto nada.

(Imagem de net )
.
São teus olhos espelho de alma iluminada
Como rosas que se amam em seiva de amor
Expondo o choro d`uma alma apaixonada
Entre sorrisos de chuva refrescante de dor

São teus lábios fontes de água fina e pura
Correntes de energia na áurea da tua vida
Fontes de saudade brotando tanta ternura
Em sentimentos de sonho e luz esquecida

São teus sonhos peças que germinam amor
Rosadas em carinho nas tuas faces de flor
Puridade de luz em escura noite estrelada

Gerando em quem te ama a palavra saudade
Reflexões mudas que criam dor e ansiedade
Num coração repleto de amor e tanto nada
.........

22 comentários:

  1. Poema sublime de grande versatilidade e pureza. Parabéns amigo Ricardo pela veia poética que é fantástica
    Abraço Glorioso

    ResponderEliminar
  2. Continuas maravilhando com os teus poemas tão intensos...eles são o espelho de uma alma...alguém que sofre mas que ama..adorei..mais uma vez parabéns

    ResponderEliminar
  3. poema cheio de saudades......acho que hoje este poema, me bateu.....de frente!!! um beijo

    ResponderEliminar
  4. É maravilhoso começar uma semana de trabalho lendo poemas que entram no coração e nos alegram a alma deixando o sorriso brilhar de emoção. Que poema belo
    Abraço e muitas felicidades poéticas.

    ResponderEliminar
  5. Assim não gosto, fez-chorar de maravilhada, amigo Ricardo você escreve tão bem que me delicio com os seus poemas, e não consigo passar um dia sem abrir o blogue esperando sempre novidades
    Beijo de admiração pelo trabalho do poeta

    ResponderEliminar
  6. Em viagem desde Espanha mando um beijinho e louvo mais uma ode poética saída de um coração de ouro que ofega de ternura e encanta os corações femininos que gostam de pessoas de elevada estirpe de educação. És um homem único que através da poesia dás a conhecer ao mundo o quanto é grandiosa a tua alma e sentimentos humanos como não existe igual
    Beijinhos e como costumas dizer: Fica feliz

    ResponderEliminar
  7. São as tuas inspirações, nossa leitura
    Onde deixamos fluir a imaginação
    Nos teus versos sublimes, com loucura
    Viajei até ao infinito do meu coração.

    Isto só para dizer que: Mais um poema Soberbo
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Belíssimo poema, repleto de sintonia.
    abraço

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Ricardo.. sempre em todos os corações tem este misto de alegria e tristeza.. do tudo na companhia do nada.. somos nós que damos este equilibrio.. abraços poeta

    ResponderEliminar
  10. Esplêndido de carinho, amor e desejos.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Que beleza de saudades essa! Poesia linda! abraços,chica

    ResponderEliminar
  12. Oi Ricardo,
    Linda poesia.
    Não gosto de sentir saudade, pois, às vezes, ela é infinita.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. É um nada tão cheio de tudo e de tanto... sei como é
    Versos lindos e tocante. Bjus poeta.

    ResponderEliminar
  14. Amigo Ricardo, eis mais um belo soneto.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar

  15. Lindíssimo soneto, Ricardo.
    O último terceto fechou o soneto com chave de ouro.
    Parabéns pela bela inspiração.

    Feliz setembro.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Belíssimo, Ricardo!
    Gosto de todo o desenvolvimento do soneto, mas como diz a Vera Lúcia, o último terceto acaba muito bem, e esse será sempre o segredo para um grande soneto.
    Boa semana, Ricardo!
    xx

    ResponderEliminar
  17. O amor está bem vivo, totalmente presente e recomenda-se.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. amor com a saudade de mão dada.

    um soneto bem construído.

    uma boa semana.

    beijinho

    :)

    ResponderEliminar
  19. No tanto nada há o tanto tudo!

    Belo Poema ... A Saudade a esperança...a alavanca... as emoções díspares ...

    Se a saudade não tem tradução, também não tem explicação!...

    ResponderEliminar
  20. Bom dia, Ricardo, soneto repleto de sonhos , de amor, de paixão.
    A saudade, como é bom poder senti-la,pois é motivo bom, quem sente saudade é porque tem motivos para poder reviver momentos que foram ,mas que também ficaram em nossa memória e coração. Grande abraço!

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde, saudade que aperta, saudade que motiva, saudade do amor, você é um poeta apaixonado.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Olá Ricardo!
    Lindíssimo soneto,o amor é sempre bem vindo!
    Mas a saudade as vezes dói...

    Saiba que nunca esqueço dos meus amigos, estou um pouco afastada mas com certeza tudo vai voltar como antes.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar