domingo, 24 de agosto de 2014

Olhei as estrelas em noite escura

( Imagem da net )
..........
Olhei as estrelas em noite escura
Li poesia no vento que passava
Senti no rosto a tua frescura
Num poema que me iluminava

Vi sorrisos numa estrela distante
Que iluminava o céu de luz e cor
Era de todas a mais brilhante
Clareava o meu coração de amor

Deixei-me embalar pela doce poesia
E a noite escura deu lugar ao dia
E dessa estrela recebi fina alvura

Sentindo os sonhos em mim vibrar
Desejando a tua luz tão invulgar
Olhei as estrelas em noite escura
.

18 comentários:

  1. as vezes tambem olho o ceu procurando uma estrela que me mostre o rosto de alguem, ja vi uma longuinqua,brilhando mais do que as outras...seria?? coisas da vida...

    ResponderEliminar
  2. Um doa poemas mais profundos que li escritos neste blogue maravilhoso. Quem pode dizer que nunca olhou as estrelas procurando uma resposta para os seus sonhos de amor?
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. É tão bonito o teu olhar qual estrela de amor no coração da felicidade de quem te olha.
    És um homem maravilhoso e fazes poesia com alma e amor.
    Beijinhos do Sul de França

    ResponderEliminar
  4. Tanto carinho em m ais um poema cheio de virtude e sonho
    Bom Domingo
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. E elas aparecem lindas na noite mais escura.Poesia linda! abraços,chica

    ResponderEliminar
  6. Fogo! Tu e a Cidália parece que andam com transmissão de pensamentos; neste caso noites escuras e estrelas.
    Maravilhoso, Ricardo!
    xx

    ResponderEliminar
  7. Oi Ricardo,
    Quando a gente ama, vemos poesias em todo lugar.
    Mistura o amor com a noite estrelada, com o pôr do sol, com as borbulhas do mar saem poesias tão lindas como as suas.
    Bom domingo
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. As coincidências também acontecem,
    Adorei o teu poema como sempre,
    Todo o mundo vê estrelas que engrandecem,
    As poesias dos Poetas...Excelente!

    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Parabéns, Ricardo por mais uma pérola tua. SOBERBO.
    Tem um Domingo feliz
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Soberbo!!!! Como sempre AMEI!

    GABY

    ResponderEliminar
  11. Mais um poema brilhante onde se enaltece a espera por um amor comparado a uma estrela brilhante. A noite, mesmo em solidão, faz sonhar a alma
    Gostei mesmo muito
    Bjs.

    ResponderEliminar
  12. Sublime..majestoso...divino...as palavras para definirem este poema seria infindáveis...parabéns pelo dom e continua sempre brilhando como as estrelas...

    ResponderEliminar
  13. Sempre amoroso e sonhador
    Beijo em teu coração

    ResponderEliminar
  14. Mais um poema lírico de amor amigo Ricardo.
    Adorei.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  15. um soneto muito inspirador no simples olhar as estrelas...

    :)

    ResponderEliminar
  16. oi Ricardo

    as estrelas são fascinantes, eu amo admira-las =)

    ResponderEliminar
  17. As estrelas... a obra que tanto nos eleva ao esplendor dos céus como faz ver o esplendor da analogia em simples seres...o encantamento do brilho ...com outros olhos! Há pessoas assim com o dom de encantar e iluminar!

    ResponderEliminar