terça-feira, 22 de julho de 2014

Chagas de um amor ausente...

( Imagem da net )
.

Águas de amor banhavam o corpo solitário
Que caminhava entre areais de esperança
Corriam lágrimas do seu lustre imaginário
Enquanto deslizavam ondas na sua dança

Olhava imponentes barcos além, navegando
Soltos da música da água em fria ondulação
Sentia a sua alma por recordações, chorando
Abrindo chagas em seu tão magoado coração

Amor vivido em sorrisos e mélica agitação
Beijos de ternura, olhar de fervor, sedução
Deixaram chagas na sua alma tão carente 

Fazendo deslizar gotas salgadas de solidão
Lágrimas que calavam palavras de ilusão
De um amor, como barco distante, ausente
.....

26 comentários:

  1. Olá gostei dos seus poemas são cheios de sentimento ,obrigado pela poesia ,laurinda.

    ResponderEliminar
  2. gostei meu amigo é lindo e triste,mas ainda bem que existe, para ler-mos este poemas lindos,. Um bejnho

    ResponderEliminar
  3. Lindo e triste poema.
    Bjs amigo Ricardo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. oi Ricardo

    Solidão é um vazio que remete a tristeza...

    ResponderEliminar
  5. Muito bom, teu soneto, amigo Ricardo.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderEliminar
  6. Um poema sensível onde se faz referência às lágrimas que se soltam na solidão da vida e ausência de um amor que parecia tanto prometer.
    Apaixonadamente belo BELO
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Um poema apaixonante na alusão à solidão junto ao Mar que é sempre tão bela e reconfortante.
    Lindo, lindo, lindo

    ResponderEliminar
  8. Sempre com uma inspiração divina, que nos deixa pregados a ler uma e outra vez. É um enorme poeta
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Intensa, e triste solidão...carência que vai deixando chagas!
    Lindo demais.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Rosaria Marques Marques22 de julho de 2014 às 17:42


    Águas de amor banhavam o corpo solitário
    Que caminhava entre areais de esperança
    Corriam lágrimas do seu lustre imaginário
    Enquanto deslizavam ondas na sua dança.....Um poema maravilhoso

    Vazio...solidão...tristeza...ausência
    um misto de sentimentos
    uma vida sem sentido
    um amor talvez perdido...

    ResponderEliminar
  11. Poesia linda, amor, saudades mescladas! abraços praianos,chica

    ResponderEliminar
  12. Revejo a minha vida neste poema. Será que foi feito para mim?
    Beijjinhos

    ResponderEliminar
  13. Um soneto muito bonito.
    A ausência composta de recordações á esse mistura de sentimentos que tão bem apresentaste.
    xx

    ResponderEliminar
  14. Certa vez li uma frase que não conheço ou não lembro o autor que dizia que temos que encontrar muitas pessoas erradas primeiro, para depois vir a certa. Acredito nisso.
    E acredito que quando um amor se torna ausente, não merece nossas lágrimas porque não era para ser.
    Belo soneto.
    Parabéns pelo blog, já estou seguindo.

    http://colunadami.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  15. Que obra prima,Ricardo!

    Você é um dos melhores poetas que conheço na Net.Emoção,sentimento,poetar com a alma!

    Obrigada pela visita!

    Beijos e uma semana de alegrias

    Donetzka

    Face Book:

    https://www.facebook.com/donetzka.cercck

    Twitter: @donetzka13

    Instagram: @donetzka


    http://instagram.com/donetzka

    Flickr(Minha galeria de imagens):

    https://www.flickr.com/photos/123498631@N06/


    Blog Magia de Donetzka









    ResponderEliminar
  16. Oi Ricardo
    Uma poesia que brilha o amor e borra a solidão e misturando é o que muitos passam, muitas vezes por estupidez. Amor é claro e sereno, se complicar, lágrimas rolam.
    Um beijo no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  17. um soneto cheio de nostalgia onde o mote da solidão e da saudade deixou discorrer....

    :)

    ResponderEliminar
  18. Bom dia poeta.. todo o amor ausente deixa chagas.. feridas e muito mais.. que venham os amores reais.. que venham para ficar.. abraços e até sempre

    ResponderEliminar
  19. olá adoro é lindo que inveja de tanto talento nunca desistas ,beijos

    ResponderEliminar
  20. Ricardo que bonito , e saudades de
    ler seus poemas, parabenizo mais uma
    vez por ser tudo tão maravilhoso

    Bom final de semana de frio!!

    ╭✿¸•⊰.•*ღ ღ¸╭•⊰✿Rita!!!!!!

    ResponderEliminar
  21. Boa noite
    Poema lindo revelador de saudade, seus poemas são exímios no romantismo.
    Abraço
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Um espaço muito bonito, com uns versos maravilhosos e uma musica deliciosa e tocante.
    Parabéns.

    Bjs

    ResponderEliminar
  23. Olá amigo, depois de o ter conhecido pessoamente, só hoje me foi possível
    vir ao seu blogue.Que melhor sítio para estar que junto ao mar e aí tudo
    é mágico, como a sua poesia.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar