quarta-feira, 16 de julho de 2014

Amores de um amanhecer...

...*...

Surge o amanhecer. A noite alvora o monte
Ouve-se o silêncio das plantas a florescer
O crepitar de fresca água gargalhar na fonte
Refrescando a rosa que por amor quer viver

Nasce a manhã e chegam andorinhas a dizer
Odes de amor, arco-iris que o sol desponte
Mostrando a sua graça em seu voar e querer
Anunciando amores que nascem no horizonte

Amores de Primavera, desejo que se distrai
Sentimentos que no branco aclarar se esvai
Olvidando a palavra que o sonho enriquece

Perfume de orquídeas que o monte fascinado
Oferece ao silêncio d`um coração apaixonado
Que de palavras de carinho nunca se esquece
...............

14 comentários:

  1. nao meu amigo, as palavras de carinho jamais se esquecem,um grande verdade num peom singelo...um beijo

    ResponderEliminar
  2. Rosaria Marques Marques16 de julho de 2014 às 16:39

    Que as orquídeas sempre floresçam e as palavras nunca se olvidam, para continuares as escrever perfumados poemas. Foi um gosto lê-lo. Estou-te grata. Um abraço amigo.

    ResponderEliminar
  3. Palavras de amor e carinho flutuam por entre seus versos
    e andorinhas e sua graça dominam a beleza de um poema simples, singelo e comovente!

    Muito bonito!

    O encontrei nos Amigos Maria Luísa e não sei se reparou que eu tenho mais abaixo o 1º
    verso de 7 versos a publicar e se trata de uma espécie de teatro representada por 2 gatos e duas criaturas humanas, a desenrolar durante 7 dias e é muito interessante. Já saíu no google, só ainda não foi publicado em livro, como são todos os meus versos! Agradeço a sua presença, como amigo de meu grupo e a possibilidade de me chamar a atenção para
    ler e analisar o que escreve. obrigada, Maria Luísa Adães

    ResponderEliminar
  4. gosto muito diferentes dos da Cidalia beijos,laurinda.

    ResponderEliminar
  5. Lindo e suave poema..
    Bjs amigo Ricardo e não esqueça de visitar os amigos.rsrs
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Neste fim de tarde! Delicioso poema!!
    Ótima noite!!
    www.minhasinspiracoes.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Muito belo.
    Como poeta consegues exprimir muito bem sentimentos que raramente se exprimem em poema, como o carinho, o elo afectuoso forte que nunca será esquecido.
    Alguém poderá porventura, esquecer ou alhear-se de uma paixão, mas nunca de alguém que o tratou com carinho.
    É como digo, quanto menos se posta melhor se escreve. Os poemas também precisam de tempo para que os façamos amadurecer, e tantas vezes temos tendência a lançá-los "verdes". O melhor poema é sempre aquele que "cai de maduro".
    Parabéns, Ricardo.
    xx

    ResponderEliminar
  8. Que poema tremendamente fresco de aromas e natureza que vão de encontro à natureza do ser humano numa harmonia cheia de emoção...carinho e o outro como veio de realização!

    Lindo mesmo!

    ResponderEliminar
  9. Amor é tão lindo qto a natureza =)

    ResponderEliminar
  10. Amor profundo, muy bello.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  11. Amigo Ricardo
    Um belo poema em que fez com que a Natureza se associasse aos seus estados de alma!
    Parece que ela fica mais bonita quando o amor anda no ar!
    Felicito-o pela sua bonita composição.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar