quarta-feira, 23 de abril de 2014

O meu caminho ... o teu perfume.

( Imagem da net )
...........................
Existe perfume neste meu gostar de ti
Vaguear pelo campo, papoilas em flor
Vejo-te tão longe, neste meu estar aqui
Estás tão perto, em teus beijos de amor

Existe um trilho dentro do meu coração
Numa encruzilhada de linhas e sentido
Linhas orientadoras na melhor direcção
Que não deixam o amor ficar esquecido

Em silêncio percorro os campos floridos
Sorrisos sadios por quimeras, aquecidos
Enquanto debulho as pétalas de uma flor

Em cada passo encontro a tua imagem
Em flores lindas que à minha passagem
Felizes perguntam: Serei eu o teu amor?
.

22 comentários:

  1. Boa tarde Ricardo!

    Mais um SOBERBO poema para juntares aos melhores.

    Amei todo o poema...Mas a primeira e a última estrofe, estão divinas. Parabéns.

    Tem um dia Feliz.
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Um soneto muito bonito, Ricardo. Vê-se logo que gostas de campos floridos!
    Gostei muito do final, com a personificação das flores a perguntar : " Serei eu o teu amor?"
    Ah santa ingenuidade a das flores!...:-)
    Vou grelhar o salmão!...:-))
    xx

    ResponderEliminar
  3. Poema maravilhoso que me preencheu o coração e me fez alegrar o dia
    Tão bonito esse perguntar das flores, sempre ávidas de amor e atenção
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Poema divino fazendo do passear pelo campo, imagens de alegria
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Um amor ausente, ou impossibilitado (por alguma razão) de ser vivido
    rende ao poeta belos versos... como este teu lindo soneto. Bom dia!

    ResponderEliminar
  6. Maravilhoso!!!! Como só tu sabes escrever.....

    GABY

    ResponderEliminar
  7. Oi Ricardo querido


    Lindo poema...
    Concordo com você, existe perfume no gostar...
    A vida fica mais perfumada quando estamos apaixonados.

    Obs. Não fica bravo comigo não meu amigo, não é toda vez que comento, mas estou sempre por aqui. Mas a partir de agora, falo pelo menos um oi.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  8. Quando amamos tudo fica perfumado,vemos campos floridos,que
    nos despertam à grandes amores.
    Muito lindo amigo Ricardo.
    Bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Sensibilidade linda, o amor deixa as pessoas mais bonitas e com um brilho diferente =)

    ResponderEliminar
  10. Oi Ricardo
    O amor ainda é o melhor remédio para o nosso espírito
    Linda poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  11. Passear em campos de papoilas eleva-nos o espírito de aflora aos nossos lábios sorrisos de amor
    Poema maravilhoso cheio de amor e carinho pela pessoa amada
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá Ricardo, seu soneto, além de belo e bem construído nos fala do amor, da beleza, dos nosso sentimentos , às vezes escondidos. Lindo! Tenha um lindo dia!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Podes conhecer o espírito de qualquer pessoa, se observares como ela se comporta ao escrever o que lhe vai na alma, através da poesia.
    Fiquei maravilhada com tanta sensibilidade num homem como aquela que mostra o autor de tão bonito poema. Conheci hoje o blogue e fiquei admiradora total
    Beijo de admiração

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde,
    Quando temos o prazer de viver, vivemos com amor por nós e pelos outros, os campos dão-nos as flores e o perfume como compensação pelo amor transmitido.
    Seu poema é de enorme beleza.
    Abraço
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Pastiche do teu "Caminho"

    Pois existe um perfume a pairar por ai
    Que, sinceramente, não sei donde vem
    Seria do meu jardim ou algo que não vi?
    Se não for de você, não é de ninguém.

    Existe no horizonte um brilho estranho
    Que, sinceramente, não sei o que será
    Quando eu decifrá-lo sei que nada ganho
    Melhor deixa-lo então do jeito que está.

    Em silêncio os campos floridos percorro
    Vagando liberto e solto como preto forro
    Mas nada que encontro sequer me seduz

    Porque em nenhum lugar encontro você
    E sei que também ninguém jamais me vê
    Porque tudo é escuridão, me falta tua luz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde amigo, JAIRCLOPES

      Poema maravilhoso. Obrigado pela visita e pelo contributo poético que aqui deixou
      Volte sempre.

      Gostava de saber qual o seu blogue principal...Obrigado

      Abraço

      Eliminar
  16. Amigo Ricardo
    Um eterno romântico!
    Um soneto em simbiose com a Natureza! Muito bonito!
    Parabéns.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  17. Lourdes Piedade Patacas23 de abril de 2014 às 18:21

    Vagueando em silêncio pelos campos floridos e perfumados de papoilas
    em flor, na procura do melhor trilho para que o amor não fique esquecido,
    é um lindo lugar . Adorei , poema lindo Ricardo,

    ResponderEliminar
  18. Ma- ra - vi - lho- so teu Soneto amigo Ricardo...
    Ameiii ler- te !

    Beijos no coração !

    ResponderEliminar
  19. Existe no horizonte um brilho estranho
    Que, sinceramente, não sei o que será
    Quando eu decifrá-lo sei que nada ganho
    Melhor deixa-lo então do jeito que está.

    É mesmo melhor não decifra-lo, mesmo, melhor continuar a contemplá-lo.

    ResponderEliminar
  20. O melhor perfume é o do amor!

    Excelente soneto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. o amor é tudo isto, perfume inebriante,coraçao que bate mais forte,palavras lindas e sinceras,vontade de viver de ouvir as e ,que nossos coraçoes adoram ouvir ,sentir...desejo de viver,sei lá há tanto que dizer sobre isto.....não dá mais para falar....

    ResponderEliminar