segunda-feira, 14 de abril de 2014

Deste amor louco que por ti,...

( Imagem da net )
.........................
Gostava de saber a honrosa razão
Que me faz percorrer rua obscura
Procurando uma qualquer direcção
Que guie meus passos na tua procura

Saber se este sofrer é apenas meu
Neste sorriso apagado e não seguro
Por querer reaver esse ego que é teu
Sigo na solidão desse trilho escuro

A estrada da paixão, o meu caminho
Noites de luar em que viajo sozinho
Águas de luz de que estou sedento

Leva-me a sonhos de eterna saudade
Que me faz tropeçar na infelicidade
Deste amor louco que por ti, acalento
.

11 comentários:

  1. Quem tanto procura um louco amor certamente há de encontrá-lo. belos versos amigo Ricardo.
    Um dia coroado de alegrias
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Amigo Ricardo, mais um belo soneto, gostei de ler!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  3. Magnífico soneto onde a procura do amor é uma constante.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Ricardo.

    Sem dúvida... És excelente!

    SOBERBO ... AMEI Está tudo dito...

    Beijo

    Tem um dia feliz.

    ResponderEliminar
  5. O poema está soberbo ... como alguém diz o amor é louco por favor não façam pouco e é verdade ... é deste louco/são o paradoxo .. que nascem belas poesias ...

    Ah! Adorei o quadro ... está cheio de graça!

    ResponderEliminar
  6. Mais um poema lindo de amor.
    Parabéns amigo Ricardo.
    bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. às vezes, por motivos alheios a nossa vontade, não podemos entregar nosso sentimento a outro alguém.... Mas a vida continua. Soneto maravilhoso. Um bj poeta.

    ResponderEliminar
  8. Lindo soneto cheio de amor talvez não correspondido mas tão agradável de ler, super poético
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Amigo Ricardo
    Um soneto que é uma bela declaração de amor!
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar