quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Caprichos do Ser...


Caminho ofegante pelos caprichos do ser
Sinto como o vento sopra as folhas vadias
Imoderados afins ao ver o sol se esconder
Sorrio para o além entre sustos e alegrias

Sonhos escritos em brancas folhas de vida
Bosquejos envelhecidos que deixei de ler
Afecções, embaraços, normas ensandecidas
Arquejantes correrias feitas ao entardecer

Reminiscências que saem em gotas de suor
Que molham os sentidos num desejo maior
Odes soletradas no meu próprio entender

Reflexões ornamentadas em alva recordação
Cintilam em meu peito dando força ao coração
No caminho ofegante pelos caprichos do ser
.

20 comentários:

  1. Boa tarde,
    Sonhos escritos em brancas folhas de vida, sonhos concretizados que nos marcam para uma vida, como sempre acontece, os seus poemas são belos e profundos.
    Abraço
    ag

    Hoje ás 18:00 Joga o Benfica.

    ResponderEliminar
  2. Sempre belas inspirações em teus sonetos! abraços,chica

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde Ricardo
    Um momento de sublime lirismo e inspiração. Parabéns amigo
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Um poema com muita inspiração!!Sonhos escritos em brancas folhas de vida.
    Lindíssimo parabéns.
    Boa tarde.

    ResponderEliminar
  5. oiiii Ricardo

    Tu és dono de uma sensibilidade incrível =)

    ResponderEliminar
  6. Oi Ricardo,um poema com a sensibilidade de um grande poeta.
    Parabéns amigo.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  7. Sonhos escritos em brancas folhas da vida...

    Magnífico e emotivo poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Um soneto bem denso acerca dos caprichos do ser, e desse caminho oscilante entre sustos e alegrias, reflexões e desejos, entrecortados por recordações que nos fazem lembrar que tanto tempo já passou.
    Lindo, Ricardo.
    xx

    PS- Parabéns pela vitória do Benfica!

    ResponderEliminar
  9. Caminho ofegante pelos caprichos do ser,
    Se tiver pressa de chegar, não corra
    A força tem muita força, a união vencer
    Para aturar certa gente é preciso pachorra!

    Sempre com fantásticas rimas.
    Você escreve versos sem fim
    Coisas boas nunca sejam findas
    Precisamos sempre delas sim!

    Boa noite para você amigo Ricardo,
    um abraço. Eduardo

    ResponderEliminar
  10. Amigo Ricardo, passando por aqui para apreciar teu lindo soneto e também para agradecer tua visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  11. OI RICARDO!
    BONITO DEMAIS AMIGA.
    TECESTE TEUS VERSOS, EM BRANCAS FOLHAS DE VIDA, BONITO ISSO.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Oi Ricardo
    Sonhos concretizados são bons, mas têm alguns que ficam pra trás e às vezes bate uma saudade...
    Linda poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. Bom dia

    Como sempre, gostei muito do poema! Parabéns.

    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Amigo Ricardo
    Que soneto! Profundo! Rico de vocabulario! De figuras de estilo! Muito bom!
    Gostei imenso!
    Muitos parabens.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  15. Un poema hermoso y muy profundo RIcardo
    Besos

    ResponderEliminar
  16. O ser é um desafio, difícil é ser. "Decifra-me ou te devoro".

    ResponderEliminar
  17. Um ser e muitos caminhos, caprichos, vivências, memória, saudade... Um belo soneto. Abraço.

    ResponderEliminar
  18. O livro da vida vai sendo escrito ao longo da nossa caminhada.
    Belissimo soneto.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  19. Belo soneto para esse domingo de chuva e aconchego...
    Ótimo Domingo!!

    Abs

    www.minhasinspiracoes.blogspot.com.br

    ResponderEliminar