quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Carência ou falso fingidor

.
Soa a carência ou falso fingidor
O poeta que sonha com o luar
Finge tristeza, ciúme, com amor
Sorri da sua apetência de amar

Corre entre gotas do pensamento
Sara as chagas fingidas em desejo
Oculta por juras o seu sentimento
No anseio de ter um simples beijo

Redige frases de alusivo sentido
Quando do seu ego de tão ferido
Correm lágrimas de sentida dor

Escreve o poeta suas finas escolhas
E por entre pétalas e brancas folhas
Aparenta ao mundo ser um fingidor
.

27 comentários:

  1. Boaaaa tardeeee

    Nenhum sentimento que expressa tanta doçura e beleza, não é fingimento.
    Ninguém consegue fingir também. Espero que não rs...

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde Ricardo, fingimento acho que todos tem quando querem conseguir alguma coisa, mais quando há amor não tem lugar para o fingimento, Ricardo passando pra desejar uma ótima quinta-feira beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  3. Poetas vivem entre a linha do real e imaginario... nao fingem... vivem assim...

    ResponderEliminar
  4. Oi Ricardo,
    Poeta não é um fingidor e sim um sonho a ser realizado( É um querer incessante de florear sua imaginação).
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde amigo poeta.. ficou muito sonora esta poesia.. as rimas dão isso aos versos que já estão prontos no nosso pensamento... abração e um lindo dia

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde,Ricardo

    Poema muito bonito! Como sempre...Amei!

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Ricardo.Belo poema e reflexivo,como todos. O poeta não é um fingidor.

    É apenas alguém que diz de outra forma o que muitos querem dizer e não sabem como.

    Obrigada pela visita,amigo.

    Beijinhos e lindo fim de semana!

    Dryka

    Face Book :

    https://www.facebook.com/adriana.paz.505960



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias




    ResponderEliminar
  8. Tua poesia encanta sempre, fingidor ou não! abraços praianos,chica

    ResponderEliminar
  9. Se poeta é um fingidor,Ricardo,você finge lindamente!

    O poeta apenas deixa falar a voz do coração!

    Maravilha de post como todos!

    Obrigada pela visita,amigo.

    Beijos e um fim de semna maravilhoso!

    Donetzka

    Face Book:


    https://www.facebook.com/donetzka.cercck




    Blog Magia de Donetzka




    ResponderEliminar
  10. Aparenta ser um fingidor....palavras e frases sempre escritas com emoção que passam rápido para o papel para deleite de quem as lê e facultando a realização de tantos sonhos perdidos....AMEI !!!!

    GABY

    ResponderEliminar
  11. Vejo um poeta como sonhador e não fingidor.

    O poema é magnífico.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Se é verdade ou fingimento, ficará sempre a dúvida. Um abraço

    ResponderEliminar
  13. O poeta é mesmo um fingidor, no sentido em que vive intensamente o que imagina; e de tanto fingir até acaba por acreditar no que finge.
    Tu és tão bom fingidor que até finges que escreves maravilhosamente...:-)
    Gostei muito!
    xx

    ResponderEliminar
  14. Lindo poema!

    Tá rolando um sorteio de um livro lá no blog. Clica aqui para conferir.

    ResponderEliminar
  15. Alegre-se a cada nova manhã pense que com um novo dia pode-se começar uma nova vida.
    Mas começar sem medo do que pode vir a acontecer,
    viver um dia de cada vez e sempre olhando para frente, simplesmente começar.
    Tente se basear no exemplo de um simples amanhecer, embora aconteça todas as manhãs,
    são poucas as pessoas que podem testemunhar a beleza que é quando a noite
    a noite termina e vem no horizonte o espetáculo do nascer do Sol.
    Obrigada pelo carinho desejo um abençoado final de semana .
    Beijos ,Evanir..
    Poeta nunca fingi escreve com a alma.

    ResponderEliminar
  16. Mais um poema encantador falando do poeta , gostei muito.
    O poeta não finge, apenas disfarça através do imaginário dos seus poemas
    passar o sonhor que lhe vai no coração.
    "Um poeta escreve o que lhe vai na alma e por vezes e NUNCA é um fingidor ...
    Apenas parece ser ..."

    ResponderEliminar
  17. nem sempre o Poeta é fingidor, nem sempre...

    :)

    ResponderEliminar
  18. E aí está o poeta retratado
    com suas metáforas
    suas lágrimas
    que não caem de seus olhos...

    Mas o interessante e único
    é que ele sente o que diz

    e finge a dor e mais do que se lembra
    numa manhã`de amor

    E sem se aperceber
    Se torna num fingidor!

    lindo o que escreveu!

    maria luísa

    ResponderEliminar
  19. O poeta não é um fingidor! e o único que retrata bem o que é o Amor!

    ResponderEliminar
  20. Amigo Ricardo
    Como poetas, os seres humanos podem dizer mais facilmente o que lhes vai na alma!
    Foi um poeta quem escreveu essa parte de frase:«O poeta e um fingidor
    Finge tao completamente
    Que chega a fingir que e dor
    A for que deveras sente!»
    Eu diria que sao liberdades poeticas...
    Seja o que for,motivou a escrita de um belo poema,pelo qual o felicito.
    Bom fim de semana.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  21. Belo...amei!
    Feliz fim de semana
    Abraços.
    http:\\blogaraan.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  22. Bonito de ler
    e bonito gostar, o poeta as vezes finge
    para impressionar, belas palavras

    Bom final de semana!

    Abraços de sempre


    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  23. BRILHANTE!

    PARABÉNS, RICARDO

    Beijo, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  24. Olá!
    Te encontrei entre amigos e adorei passar por aqui. Me permite mais vezes?
    Abraços
    Lhu Weiss
    sua nova seguidora

    ResponderEliminar
  25. Olá, Ricardo. Que seria de nós sem os poetas! Quero desejar um bom domingo e semana. Bjos!

    ResponderEliminar
  26. Gosto imenso da musica que acompanha o teu blogue,é muito serena e linda!! Venho desejar-te um bom domingo e tambem votos de uma excelente semana!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!!

    ResponderEliminar
  27. Ah! o amor, essa incrível forma de inspirar poetas...
    Bom demais vir aqui, ler e sentir o amor em cada linha, em cada verso, em cada pensamento seu.
    Sinto falta, mas sempre venho quando consigo ter um tempinho a mais.
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar