quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Só quero um pouco do teu amor...

( Imagem da net)
.

Quando me olhas me sinto desprezado
Que de mim nada queres nem desejas
Mesmo assim por amor fico a teu lado
Sonhando que com carinho me beijas

Sei dos meus erros naquilo que disse
Factos que já fazem parte da história
Nunca pensei que teu amor, partisse
Deixando-me só, triste, e sem glória

Passas sorrindo olvidando o sacrifício
Não me dando um olhar, em benefício
Que acalmaria este coração sofredor

Num afeto que a ti, minha vida, reporto
Pelo teu abraço minhas culpas suporto
E tudo daria por um pouco do teu amor
.

23 comentários:

  1. Ah! no afeto, carinho e desejos constantes... um olhar, um toque de dedos na pele, um sorriso brando, um abraço apenas... pode parecer muito, mas é pouco diante de tanto amor...
    Lindo demais começar o dia com tamanha ternura e sonhos de um dia a mais no amor.
    Adorei!
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
  2. Bom dia,
    Começar o dia com um belo poema amoroso, excelentemente construído é agradável, reconhecer os erros é ser humilde que é sinónimo de inteligência.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  3. O perdão muda qualquer história, inclusive as de amor.

    bom diaaaaa!!

    ResponderEliminar
  4. Lindo, como todos os seus belos sonetos!
    Abraços meu amigo poeta!

    ResponderEliminar
  5. Amigo Ricardo, estás a nos agraciar com mais um belo sonte.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um ótimo dia.

    ResponderEliminar
  6. Oi Ricardo,seus sonetos de amor,
    a cada dia que passa são como melodias em versos para o nosso olhar.
    bjs amigo e obrigada da visita.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  7. Belíssimo,Ricardo.

    Mas ,como diz uma canção,perdão foi feito para dar.

    Gosto de seu espaço.

    Donetzka soube me indicar os melhores para meu primeiro blog.


    Ótima quinta


    Beijinhos

    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderEliminar
  8. Um soneto muito bonito de "mea culpa", onde se assumem erros...mas a maior parte dos erros por amor acabam por ser falhas perdoáveis....?
    Ah! Adorei aquele casalinho ternurento a ilustrar o poema!...:-)
    xx

    ResponderEliminar
  9. Oi Ricardo,
    Se esse amor lhe pegar estará frio, fará de você o que quiser.
    Amor tem que ganhar e não pedir.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Desse olhar, nunca serás desprezado
    Esse Amor terá sentimento escondido
    Tu serás sempre por ela, o mais amado
    Na vida, o sacrifício não será esquecido

    Não deixes esse Amor partir
    Aguenta, teu coração sofredor
    Seus olhos lindos fazes-te sorrir
    Num só abraço reforçam o Amor

    Soberbo!... Imagem fabulosa e ternurenta...Parabéns!

    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Reconocer los errores es ser humilde, que prevalezca el amor

    Un beso

    ResponderEliminar
  12. Tudo dito anteriormente....limito-me a dizer: AMEI!

    GABY

    ResponderEliminar
  13. Lindos versos amigo Ricardo !
    Lindo e belo sentimento...

    Gostei de ler-te nesta tarde !

    Beijos !

    Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  14. Lindo... lindo... lindo! Bjus carinhosos.

    ResponderEliminar
  15. Belo poema.
    Uma súplica ao amor perdido.

    Penso que não vale a pena amar sem ser amado.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Impressionantemente bonito, meu querido amigo.
    Continue, e não pense nas métricas, que são cadeias para o pensamento.
    Deixe as mtricas para os artistas das palavras, que são linguistas, mas não poetas.
    Escreva, escreva sempre, de cima para baixo e em toda a parte, como a Águia voa por cima das paisagens.
    Como vê, com este texto fiz uma poesia, que lhe ofereço, sem métrica nem rimas.
    VOE, como a Águia que traz no coração, ou melhor, que o seu coração é.
    Chorei com a música.
    Verá que não tenho escrito, mas vou voltar a fazê-lo, agora que tenho a vida mais organizada.
    Receba um abraço meu.
    Augusto

    ResponderEliminar
  17. Belos sentimentos, parabéns , pelo lindo poema
    Beijos

    ResponderEliminar
  18. Pois é amigo este é o sofrimento daqueles que "põem o pé na poça" ahhahahah!
    Agora a sério meu amigo esta é mais uma obra com o nível a que nos habituas-te!
    Está lindo!
    bj
    anacosta

    ResponderEliminar
  19. Bom dia Ricardo.. mais uma das tuas belas obras esculpidas em palavras.. que possamos querer muito amor.. pouco não nos completa abração amigo

    ResponderEliminar
  20. Boa tarde,Ricardo
    Um belo poema de amor,com as palavras certas!
    Parabéns
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  21. Simplesmente apaixonada por esse poema. Nossa, você escreveu tudo que estou sentindo. :(

    http://www.nahboa.com/

    ResponderEliminar
  22. Ricardo, meu querido, começas hoje com uma imagem cheia de ternura, daquelas que nos encantam o olhar. Depois nos presenteias com um lindo soneto onde a súplica de amor se junta em belos versos e nos faz desejar que esse amor do qual tanto falas e com tanta ternura, possa abraçar-te e dissolver as culpas que te consomem e ainda dar-te não um pouco, mas muito do amor que naturalmente precisas. Como todos nós precisamos, amigo, quando fazemos desse sentimento um baluarte para os sonhos que nos acalentam a alma.
    Que te cheguem os sorrisos de mimosos anjos que estou prendendo agora em brilhantes estrelas, para que possam dizer dos meus votos de uma linda noite de domingo e dias maravilhosos no decorrer da semana.
    Com meu carinho,
    Helena

    ResponderEliminar