quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Viver no campo...meu Céu de Amor


Abro a janela do meu quarto
De par em par
Olho em frente...calma...natureza
Pura ...selvagem
Sinto a brisa da manhã…entrar
Os raios de sol ... em silêncio
Meu rosto vindo beijar
Olho o campo verdejante
Árvores que crescem sem serem plantadas
Flores que nascem sem serem semeadas
Vejo as borboletas que esvoaçam
Parecem dançar músicas de sonho
Sinto o perfume das boninas campestres
Das amoras silvestres
Cantam as cigarras em sinfonia
Inspiro o aroma dos pinheiros
Do mato que cresce desordenado
Refresco-me...sacio a sede
Em água das fontes que brota das serras
Respiro a solidão que me dá prazer
Vida, energia, gosto de viver
Passeio pelas veredas em alegria
Canta o melro no seu esplendor
Existe a Paz, a magia
Vivo em campos de fantasia
Neste meu Céu de amor
*

17 comentários:

  1. Oi Ricardo
    Simplesmente fantástica poesia.
    Adoro esse jeito metafórico de poetizar
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  2. Abri a janela de par em par
    Dei de caras com esta beleza
    Como gostei...resolvi comentar
    Este é um dos melhores,de certeza!

    ADOREI.. lindo como sempre...
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Vivo numa aldeia do Ribatejo praticamente dentro da natureza. Não existe melhor, que podermos abrir as janelas e apreciar os campos em flor e o cantar das aves
    Adorei o poema que retrata verdades e pureza de sentimentos
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Tão lindo por ser diferente dos habituais mas fresco e saudável de ler
    Também adoro o campo com as suas árvores ao vento e ouvir as rãs e os pássaros. Faço sempre férias no campo onde me sinto bem dando largas ao descanso e bem estar. Gosto de fazer caminhadas pelo campo que dá vida e paz à alma.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Hummm!!!! Tão bom acordar num lugar assim e poder contemplar tamanha beleza dos céus...
    Bom demais!!!
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
  6. E sua fantasia escrita assim, transporta o leitor, para a natureza e para o canto dos pássaros.
    abraço

    ResponderEliminar
  7. O Ricardo é um poema de enorme talento, oferecendo-nos poemas maravilhosos que nos encantam e nos fazem sonhar
    Beijo no coração

    ResponderEliminar
  8. São as pequenas coisas da vida, que ao olhar mais sensível se tornam importantes.


    bom diaaaa!!!

    ResponderEliminar
  9. Não há nada mais lindo que a beleza natural da natureza!
    Que poema lindo amigo Ricardo, de tamanha sensibilidade e frescor!

    Desejo um belo dia!
    Beijos!


    Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  10. Não há nada mais lindo que apreciarmos
    a natureza.
    Eu adoro tudo que se diz sobre ela.

    Lindo poema.

    bjs amigo Ricardo.

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Ricardo.. minha cidade pequena.. mas quero algo mais pequeno que isso.. um lugar no campo e na paz é tudo de bm.. meditar o dia todo rsrs lindo dia

    ResponderEliminar
  12. Olá Ricardo !Que beleza de poema,maravilhoso,adorei.Para além de apreciar o poema;admiro o teu talento e a capacidade de transformar em poesia qualquer tema.És especial !!! Parabéns.

    ResponderEliminar
  13. Um belo poema cheio de frescura, sol e aromas da natureza!
    Gostei desta variação agora para o campo, em vez do mar e da praia....
    O poema ficou muito bonito com essa finalização de um céu de amor!
    xx

    ResponderEliminar
  14. Muito bonito o seu poema, Ricardo. Moro numa chácara, por isso falo tanto do silêncio, da solidão gostosa, dos pássaros, da natureza e tal rs... Beijos!!!

    ResponderEliminar
  15. Ricardo; Muito parabéns pelas tuas Princesinhas lindas de morrer.
    Acredito que sejam a luz dos teus olhos.

    Como te compreendo.
    Parabéns!
    Boa noite

    ResponderEliminar