sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Promessas inseparáveis...

(imagem da net)

Será assim, abraçados, certa manhã
Enquanto olhamos os campos em flor
Sentimos a aragem fresca e sã
Que nos traz mensagens de amor

Será assim que vamos ver a luz do dia
Em que nos beijamos silenciosamente
Sentindo em nós a caricia e nostalgia
De nos amarmos tão deliciosamente

Será assim nosso amor, nosso segredo
Olhos nos olhos, diremos sem medo
Lutaremos contra o vento sul e norte

E com carinho, unidos e abraçados
Juraremos promessas de namorados
Que só um facto separará: A morte
.

19 comentários:

  1. Profundo!!!!! Lindíssimo! Quando o amôr é puro e a entrega é total....nem a morte separa os sentimentos do que fica!!!! Amaremos para além da morte..... AMEI!!!!!

    GABY

    ResponderEliminar
  2. Sem palavras para tão lindo Poema!!!
    SOBERBO
    AMEI
    Este é arrebatador....

    Tem uma tarde feliz
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde Ricardo.. promessas que sempre terminam em versos e em amores lindo dia meu amigo até sempre

    ResponderEliminar
  4. Muito belo, Ricardo!
    Quem não sente esse desejo de um amor atá ao fim da vida, só que nem todos têm essa sorte...
    Gostei muito!
    xx

    ResponderEliminar
  5. Nossa! Que n
    lindo, que profundo e apaixonado.... arrasou poeta! Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. Oi Ricardo,
    Que linda poesia: só a morte irá separar o casal apaixonado
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema e pacto! abraços praianos,chica

    ResponderEliminar
  8. Lindo poema.

    (amigo, por distração eu exclui teu comentário lá. me desculpe)

    abraço

    ResponderEliminar
  9. Enquanto estiverem unidos
    Não estão separados
    Por amor estão perdidos
    Enquanto forem namorados!

    Bom fim de semana, par você amigo Ricardo
    Um abraço.
    Eduardo

    ResponderEliminar
  10. Muito bem, amigo Ricardo. Belo soneto romântico.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Caro Ricardo
    Um belo soneto de amor! Tão poético! Tão romântico! Um grande,grande amor!
    Muitos parabéns.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderEliminar
  12. Oi Ricardo, tudo bem? Um amor assim é a própria poesia em sentimentos...terminará a vida, o compromisso na Terra...mas o amor...esse prevalecerá como a essência divina de nossas almas.

    Abraços

    Ghost e Bindi

    ResponderEliminar
  13. Oi Ricardo
    E a morte me separou do meu marido! Ela é cruel, era tão novinha!
    Deve estar dormindo, então, sonhe...
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. Bom dia Ricardo,

    Com não há poema novo nem reeditado...
    Deixo a que o desejo para que tenhas um excelente Domingo, junto dos que amas.

    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Meu amigo

    Hoje passando para dizer que estou a ser entrevistada no RECANTO DOS AUTORES, será um prazer a tua visita. Deixo o Link:

    http://recantodosautores.blogspot.pt/

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  16. Uma certeza amoroso que faz suspirar.

    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde Ricardo, o amor jamais acaba nem a morte pode apagar, Ricardo passando pra desejar uma ótima semana fique com Deus beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  18. Boa noite,
    Poema lindo como todos os que escreve, seu romantismo valoriza e motiva todos os corações apaixonados.

    ag

    ResponderEliminar