terça-feira, 27 de agosto de 2013

Quadras soltas...

És bela como o luar permanente
És a rima de um poema sonhador
És o sabor de um beijo ardente
És minha suave brisa, meu amor

Conversando sob  o luar
Ouvindo o coaxar de uma rã
No silêncio do teu beijar
Chegou o luz da manhã

Numa áurea doce e selvagem
Que aos apaixonados aflora
Foste minha amena aragem
Frescura de quem te adora

Num sorriso de suavidade
Peguei devagar a tua mão
E num gesto de felicidade
Encostei-a  ao meu coração
.

19 comentários:

  1. Bom dia Ricardo,digo mesmo grande poeta, mais um
    poema maravilhoso. Que esse LUAR permanete te acompanhe. Parabéns

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, Ricardo

    Como gosto do teu luar
    Sendo a rima do meu ser
    Eu gosto de aqui chegar
    E sempre, te puder ler.

    Maravilhoso como sempre.

    Abraço

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/


    ResponderEliminar
  3. Puxa!!! Algo me fez lembrar um lugar que estive com o Grandão a beira de um lago após uma dessas chuvas de verão. Ao anoitecer, centenas de rãs povoaram o lugar e o som era forte, o mais engraçado nisso tudo é que o som delas é tão diferente do dos sapos... Bem sei pq na infância meu pai nos ensinou essa diferença e ficou marcado na memória.
    Lindo poema!
    Como sempre!
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
  4. Lindas quadras e de uma delicadeza ímpar!
    Amei ler!

    Que voce tenha um lindo e iluminado dia, amigo!

    Beijos no coração.


    ResponderEliminar
  5. Que bonito!!!

    o amor correndo solto por aqui sempre =)

    ResponderEliminar
  6. Muito romântico amigo Ricardo.
    Principalmente se for um lugar onde haja
    uma linda natureza.

    bjs amigo
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Olá Ricardo!
    Lindas de facto estas quadras!!!
    Parabéns amigo!
    bj
    anacosta

    ResponderEliminar
  8. Belas quadras, Ricardo! Sempre com muito sentimento a jorrar por todos os poros!
    xx

    ResponderEliminar
  9. Oi Ricardo
    Lindas quadras
    Adorei
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde Ricardo.. amo fazer essas quadras tb.. são gostosas de ler né.. e traduzindo sempre o amor do todo em vc.. lindo dia meu amigo até sempre

    ResponderEliminar
  11. Adoro quadras, assim tão amorosas. Um abraço pra ti Ricardo.

    ResponderEliminar
  12. ''És a rima de um poeta sonhador''
    Que lindo amigo Ricardo, teus poemas como sempre encantadores, poemas que nos deixam em suspiros, diante de tantas gentilezas em palavras.

    Beijos! Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  13. quadras a enaltecer o amor...

    boa semana.

    beijos

    :)

    ResponderEliminar
  14. Lindo poema. Bela quarta-feira!
    Adorei especialmente:
    "Num sorriso de suavidade
    Peguei devagar a tua mão
    E num gesto de felicidade
    Encostei-a ao meu coração"

    Bjins Catiaho Alc.

    ResponderEliminar
  15. Ricardo,
    Os animais que chamamos erroneamente de irracionais são melhores do que nós( racionais), pois eles só matam pela sobrevivência e o humanos matam por maldade.
    Eles têm sentimentos bons e eu nunca soube que uma fêmea jogasse seus filhotes no "lixo", amamentam suas crias e lhes fazem carinhos.
    O problema é que eles têm uma linguagem diferente da nossa.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde, Ricardo. As quadras ficaram lindas e inocentes, tão fofas e românticas.
    Uma suavidade em versos.
    O amor mais uma vez, passeando por aqui.
    Tudo de bom e beijos na alma.

    ResponderEliminar
  17. Ricardo, bom gosto vejo em suas palavras. Grato pelos elogios e seja sempre bem vindo.

    http://caligrafiadeluz.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar