quarta-feira, 22 de maio de 2013

Lágrimas


Nas lágrimas que vejo em ti
Sinto no coração o tormento
De um amor que um dia perdi
Criando dor em forte sentimento

A ida como flagelado pelo vento
Decidido por tristeza e escolhos
Partida de amor em lamento
Deixando lágrimas em teus olhos

Voltarei um dia amor, flor silvestre
Trazendo o carinho que me deste
Na hora da minha triste partida

E num abraço de branca amizade
Acabará toda a sentida saudade
Sabendo tu, que és a minha vida
.

2 comentários:

  1. Gosto muito destes poemas, retratam sempre o estado de cada um...

    A todos os amigos deste maravilhoso cantinho, aqui deixo Linke do meu Blogue que é muito bebé...Gostava que visitasse.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/
    Obrigados

    ResponderEliminar