sexta-feira, 31 de maio de 2013

A simplicidade das palavras.


Gosto de correr pelos trigais
Como uma borboleta viajante
Ser companhia dos pardais
Cujo cantar é deslumbrante

Sinto a liberdade em meu redor
Todo o meu ser parece esvoaçar
Ouço "canções" em ré menor
E vejo flores me querendo imitar

Dançam melodias à minha passagem
Afago-as com mãos livres em massagem
Sentindo como me rodeiam com carinho

Grito ao mundo a minha liberdade
Danço musicas em rodopio de verdade
Como se não existisse outro caminho

.

6 comentários:

  1. lindo o seu soneto!

    E sente que dança e canta e ama a natureza e a liberdade!

    Bendito seja o seu mundo
    onde todos são iguais!...

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  2. OI RICARDO!
    LIBERDADE E VERDADE, DOIS INGREDIENTES, QUE JUNTOS, COMPÕEM A PERFEIÇÃO, QUE ALIÁS ESTÃO EM TEU POEMA...
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. VIM RETRIBUIR A VISITA QUE ME FIZESTES.MUITO LINDO SEU POETAR E MUITO GRATIFICANTE SUA VISITA POR LÁ ...BJSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso

    ""Grito ao mundo a minha liberdade
    Danço musicas em rodopio de verdade
    Como se não existisse outro caminho""

    Amei.

    ResponderEliminar
  5. Vim retribuir a visita, espero que voltes e fiques por lá. Gostei da magia da poesia.
    Já marquei lugar e estou a seguir.

    Abraço
    Vivi
    http//esquecimedeviver.blogspot/

    ResponderEliminar