domingo, 9 de dezembro de 2012

Balanças no pensamento..



Recordo o nosso encontro
O primeiro olhar, a primeira palavra
O sorriso quase envergonhado
Nossos corações no ponto
Pitada de luxuria
De um sal doce, pouco salgado
balançavas ao sabor do meu olhar
Como uma flor dança entre pedras
Não consigo esquecer o momento
Sou traído pelo pensamento
Que me faz de ti recordar
E vejo-te
Em balouço de amor
Indiferente a tudo em teu redor
Pareces não ver mas sei que sentes
Os teus olhos não sabem mentir
O que o teu coração ousa sentir
Não queres ouvir o zumbido da alegria
Dos maravilhosos efeitos do amor
Deixas-te balançar como uma flor
sabendo que vai existir o dia
Em que fechas os olhos, sentindo
E como não quer, mas quer
Cais nos meus braços, sorrindo
...

1 comentário:

  1. Passei por aqui, por este teu cantinho, e vejo novidades! lindo poema.
    Parabéns pela constante actualização.
    Um Santo e feliz Natal.
    Um abraço cá do Algarve.
    http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com

    ResponderEliminar