terça-feira, 6 de setembro de 2011


Soubesse eu onde tu éstás

Soubesse eu como és

Soubesse eu como pensas

Soubesse eu como sorris

Soubesse eu imaginar-te

Soubesse eu o quanto me imaginas

Decerto que saberia procurar-te

E dizer-te: És tão bonita

1 comentário:

  1. Gosto muito dos teus versos...
    E este está lindo...
    Um beijo, Rosana

    ResponderEliminar