quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

União

Aperta a minha mão e caminha
Escolhe a tua ilimitada direção
Olhos nos olhos, paixão minha
Sente como bate o meu coração

Olha em frente, olvida o passado
Passo a passo solta o sentimento
Continuo a caminhar a teu lado
Diz como “fala” o teu pensamento

E de mãos dadas atingimos o cume
Em flamas de amor, lascas de lume
Abraçados na aspiração e cansaço

Como se a vida em brilhos de dor
Se fundisse no mais eterno amor
E nos unisse em lânguido abraço

4 comentários:

  1. è bom saber que voltaste e em grande estilo

    fica bem
    ..

    ResponderEliminar
  2. Sempre querida a Rainha margaridabenfiquista

    Fica bem
    .

    ResponderEliminar
  3. Acho que todos teus leitores sentiram falta dos teus versos...
    Lindo soneto! Parabéns!
    Abraços!

    ResponderEliminar