sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Teu "sentir"

O teu silêncio no meu sossego
Teu deixar amor na minha mão
Confesso o meu sentido medo
De te entregar o meu coração

Tua alma amada em voz rouca
"Ouvir" o teu olhar no meu sentido
Teus lábios doces em minha boca
Lentamente no arcano sem ruído

Promessas de amor em lentidão
Dedos ligados em força e união
No desejo, idolatria e carinho

Abrirão estrelas em céu escuro
Por amor saltarão o alto muro
E na fleuma, ouve-se um beijinho

6 comentários:

  1. Lenor

    Gostava de te visitar.

    Mas como fazê-lo?

    Manda, se o quiseres fazer, um convite, lol
    .

    ResponderEliminar
  2. Aqui

    Mas anda fraco :(((

    Tu é que quando apareces com estes poemas estás melhor que nunca!
    *

    ResponderEliminar
  3. Lenor

    Uma doçura de menina em "olhos" de senhora
    Que saudade

    ResponderEliminar
  4. Amigo lindo,
    só hoje te vi por cá...através do comentário deixado num blog de amigos.
    Fico contente que regressaste.
    Beijinhos com carinho

    ResponderEliminar
  5. Olá Lisa B

    Um beijinho para ti

    Quanta saudade
    .

    ResponderEliminar
  6. Tão lindo!
    Eu não sou de coisas românticas, mas quando são incrivelmente perfeitas, sou!

    ResponderEliminar