quarta-feira, 1 de abril de 2009

Sensações

Caminho pelas veredas do alento
Sorrindo quando penso em ti
Sinto os teus cabelos ao vento
Em sentidos parados que vivi

Vivo a esperança do imaginar
Sentidos e jornadas na idade
Olvidar as areias soltas do pensar
Quando a mente chora de saudade

A magia do caminho que trilho
Em sorrisos de querenças serenas
Encontra raízes de empecilho
Nas promessas quentes e amenas

Salutar espírito de infiéis sabores
Afagos de anelado e nobre trejeito
Faz de ti, aromático odor de flores
Fragrância que afago junto ao peito
.

13 comentários:

  1. Lindo e amoroso, como sempre
    Beijinho

    Luiza

    ResponderEliminar
  2. Com tantas sensações boas, os empecilhos vão sendo superados, desejo.

    abraços

    ResponderEliminar
  3. Delícia. Nem sei como é que uma pessoa tão desajeitada é capaz!

    ResponderEliminar
  4. A mente chora de saudade...a minha tb chora muito...
    Lindo uma vez mais...
    Aproveito para lembrar que hoje e o dia mundial da consciencialização do autismo, passe em meu blog please :-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Oie lindinho, que versos mais delicados... lindos! Cheios de doçuras...
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Para q. as minhas palavras cheguem até ti + doces...deixei no meu blog
    "Ovos de Páscoa".
    Foi muito bom ler-te.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  7. Temos poeta :)
    Gostei!
    Vou voltar*
    beijos!

    ResponderEliminar
  8. Belo poema, de quem é dono de uma grande sensibilidade.
    Lindo mesmo!
    Parabéns,
    Dalinha Catunda

    ResponderEliminar
  9. Tocante...
    Toca a alma...
    Toca o coraçao...
    Emociona...

    belissimo

    bjs

    ResponderEliminar
  10. O sol rasga os panos do horizonte
    Em pacífico brilho de sua magnitude…
    Cadenciado ondular que em mar bronze,
    Excelsa beleza no marulhar da virtude!

    A rocha na ânsia do dia, bebe sedenta do mar,
    Firmada num profundo e desigual chão azul …
    Cristalizadas águas reflectem o planar,
    Das majestosas e imperais… gaivotas do sul!

    Gostava que comigo
    Desse asas á sua imaginação,
    No… “Portal da rocha… penedo do guincho!”

    Um bom fim-de-semana,
    Com muita inspiração
    E na mente… um sorriso!

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar
  11. Poema cheio de ternura! Lindo!


    Bom fim de semana...bjo!

    ResponderEliminar
  12. Sempre bom vir aki.. cada poema uma magia!
    Beijuss!Tarde boa de sabado Âguia!

    ResponderEliminar