quarta-feira, 19 de novembro de 2008

A ESPERANÇA NO ... ALÉM

.
Sobe a encosta em passos cansados
Sente a brisa em seu rosto bater
Olha em frente sem nada ver
Pálpebras serradas pelo tempo
Que sentem a força do vento
E lhe atrasam os passos apressados
Devagar como se o tempo não existisse
Sem destino que o destino lhe traça
Deixando para trás anos de fina graça
Como se a vida lhe "fugisse"
Em desalinho por vontades sem sentido
Coração afagado por amor perdido
E alma que luta e a idade não sentisse
Que sobe a encosta na infinita procura
Deixando atrás um passado de vida dura
Secando gotas de suor em traços fechados
Em rugas de vida de alma pura
Que a vista não sente nem alcança
Mas no caminhar, vai a esperança
De quem sobe a encosta em passos cansados

7 comentários:

  1. Olá Águia!
    Segui as indicações do PRL e aqui estou a eu a fazer a minha primeira visita!

    Muitos parabéns por este blog, o qual irei seguir atentamente!

    Fica Bem!

    ResponderEliminar
  2. R.
    Umas musiquinhas (das boas!!!!) não ficavam nada mal neste cantinho!
    Isto sou eu a dizer!
    Abraço

    Marciano

    ResponderEliminar
  3. Um outro arrumador indicou-me este lugar... ;) parece que temos poeta!! :)

    Parabéns e felicidades, passo cá de vez em quando.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Ai meu Deus...
    Daqui não saio mais!! ADORO ADORO ADORO. Águia, mais uma vez, OBRIGADO por criares este cantinho.
    É tão bom ler artigos - neste caso, poemas - com muita qualidade. :)

    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Caro águia... nem sabe onde se veio meter hehehehe
    MAIS UM QUE AAAAAAAAAAAAAAAAAAMEI!!!

    Muito obrigada por partilhar estes poemas, absolutamente sublimes conosco!! O meu aplauso e o meu muito obrigada =)))

    Beijinhos**************************

    ResponderEliminar
  6. Quero agradecer a mim mesmo por ter ajudado o Aguia Livre na construção e elaboração deste blog. Quer-me parecer que crei mais um monstro.

    ResponderEliminar
  7. Meua amigos/as

    Tudo farei para que fiquem contentes cada vez que tiverem a paciência de aqui passar

    Abreijos
    .

    ResponderEliminar